McGregor pede desculpas por comentários homofóbicos: ‘Não quis ser desrespeitoso’

Conor, que usou palavras homofóbicas ao falar do lutador Andre Fili, pediu desculpas à comunidade LGBT

McGregorpediu desculpas à comunidade LGBT (Foto:Reproducao/TwitterUFCNews)

McGregorpediu desculpas à comunidade LGBT (Foto:Reproducao/TwitterUFCNews)

Conor McGregor, enfim, se pronunciou após ser flagrado proferindo palavras homofóbicas ao lutador Andre Fili, que havia acabado de derrotar Artem Lobov, seu parceiro de treinos, logo após o UFC Polônia, realizado dia 21 de outubro. Acusado de homofobia pela comunidade LGBT, o irlandês se defendeu e alegou não ter tido a intenção de ofender nenhuma classe.

Veja Também

Vídeo: McGregor é acusado de homofobia após ofender lutador rival
Árbitro explica bronca em McGregor durante o UFC Polônia

“Eu estava sussurrando em seu ouvido e estava falando sobre isso, e eu falei o que disse. Não quis desrespeitar ninguém da comunidade LGBT. Não quis ser desrespeitoso. (…) Fiz campanha, quando tentávamos legitimar o casamento do mesmo sexo, fazia campanha por isso (…). É o que é. Apenas vou me desculpar pelo que eu disse e é isso, e tentar seguir em frente”, declarou Conor, em entrevista ao programa de televisão irlandês ‘The Late Late Show’.

Na ocasião, o lutador disse a Lobov: ““Eu pensei que você apagaria ele. O que estou dizendo é que ele é uma bicha. Não sabia que ele era uma bicha”. O Ultimate não se pronunciou sobre o caso. No início deste mês de outubro, o brasileiro Fabrício Werdum foi condenado a fazer trabalhos comunitários com a comunidade LGBT após discutir com Tony Ferguson, a quem chamou de ‘maricon’, termo considerado homofóbico.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments