Francis Ngannou revela seu salário para disputa de cinturão no UFC 220: R$1,6 milhão

Camarões fará luta principal da noite, pelo cinturão dos pesos pesados, contra o norte-americano Stipe Miocic

Ngannou irá receber R$ 1,6 milhões por luta no UFC 220. Foto: Reprodução / SFR Sport

Francis Ngannou sobe no octógono, no próximo sábado (20), na luta principal do UFC 220, para a luta de sua vida. O camaronês enfrenta Stipe Miocic pelo cinturão peso pesado do UFC. Mas, mesmo antes de saber se terá conquistado o título o lutador não terá do que reclamar. Em entrevista ao canal francês ‘SFR Sport, Ngannou revelou que terá a maior bolsa de sua carreira: US$ 500 mil, cerca de R$ 1,6 milhão na cotação atual.

Veja Também

UFC deve retirar cinturão de Conor McGregor: ‘A divisão tem que seguir em frente’, diz presidente
Dana White confirma Dos Anjos como próximo desafiante de Woodley

Apesar do maior salário de sua carreira, o camaronês não se mostrou empolgado e reclamou do valor que ele irá receber. “você precisa entender que a minha ascensão no ranking foi muito rápida, mas os números não seguem”, declarou.

Ngannou, de 31 anos, nasceu em Camarões, mas imigrou ilegalmente para a França, onde chegou a trabalhar como pedreiro. A estreia no MMA aconteceu apenas aos 27 lados. Até então ele soma um histórico profissional de 11 vitórias e apenas uma derrota. Em sua caminhada no UFC foram seis vitórias em seis apresentações. No final do último ano, o camaronês mudou-se para os Estados Unidos e treina no Instituto de Performance do UFC, em Las Vegas. Em sua última apresentação, Francis não tomou conhecimento do veterano Alistair Overeem e venceu por nocaute no primeiro round, no UFC 218, em dezembro.

Notícias relacionadas