UFC Belém: Brasileiros brilham vencem todas no card preliminar

Polyana Viana, Iuri Marajó e Deiveson Figueiredo fizeram a festa da torcida paraense; Alan Nuguette e Serginho Moraes também vencem

Polyana, Deiveson e Iuri comandaram vitórias brasileiras no UFC Belém. Foto: Instagram UFC

O card preliminar do UFC Belém foi para lavar a alma da torcida brasileira. Se até o evento deste sábado (04) os atletas do país tinham conquistado apenas uma vitória em 10 lutas, a redenção veio em grande estilo. Os brasileiros tiveram cinco triunfos em cinco apresentações.  Destaque para os atletas paraenses Polyana Viana, Iuri Marajó e Deiveson Figueiredo que fizeram a festa da torcida local. Além deles, Serginho Moraes e Alan Nuguette completaram a festa tupiniquim.

Serginho Moraes sofre, mas vence

Veja Também

Anderson Silva é pego com testosterona sintética e diurético em antidoping
Em rede social, Anderson Silva diz ser ‘imperfeito’, mas reitera que volta ‘logo’

Foi sofrido, mas Serginho Moraes conseguiu mais uma vitória no UFC. Diante do norte-americano Tim Means, o brasileiro fez um duelo equilibrado, mas levou a melhor na decisão dividida dos juízes.

Conhecido por sua habilidade no solo, Serginho iniciou a disputa chamando Means para sua guarda no chão. Mesmo por cima, o norte-americano preferiu não se arriscar e rapidamente se levantou. A partir daí, a troca de golpes foi intensa. Serginho surpreendeu e conectou bons socos durante toda a parcial, enquanto Means só conseguiu crescer nos segundos finais quando até tentou uma joelhada voadora.

No segundo round a disputa continuou equilibrada. Mas dessa vez o norte-americano encontrou melhor a distância e respondia bem as investidas de Serginho.  O brasileiro não tentou levar a luta para o solo e chegou a ser pressionado contra as grades em duas oportunidades.

O terceiro assalto começou como havia terminado a parcial anterior. Serginho soltando muitos golpes, mas Means sempre respondendo com contragolpes precisos. O norte-americano balançou o brasileiro com um direto de encontro e chegou a surpreender com uma joelhada. Means ainda derrubou Serginho no minuto final com um soco de esquerda. Nos últimos segundos, Serginho foi com tudo para cima e imprimiu uma boa sequência de golpes e levantou a torcida.

Ao final, vitória de Serginho Moraes na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28). O norte-americano ficou visivelmente irritado com a decisão dos árbitros.

Polyana Viana estreia no UFC com bela finalização

Polyana vence na estreia no UFC. Foto: Instagram / UFC

A estreia de Polyana Viana no octógono não poderia ter sido melhor. A paraense subiu no octógono para encarar Maia Stevenson e chegou ao triunfo ainda no primeiro round.

Logo no início da luta, a brasileira encurtou a distância e buscou a queda. No solo, Polyana mostrou toda sua habilidade no jiu-jitsu. Rapidamente ela tentou pegar o braço direito da rival, que defendeu bem. No recomeço da luta em pé, a paraense tentou pegar a guilhotina, também defendida por Maia. Mas o golpe que encerrou a disputa veio logo a seguir. Polyana Viana derrubou a rival, chegou à montada, dominou às costas e rapidamente encaixou o mata-leão.

“Nos últimos cinco meses fui ao Rio treinar wrestling. Treinei bastante isso para chegar aqui e fazer bonito”, disse Polyana

Iuri Marajó vence, se recupera e faz a festa da torcida

Marajó consegue recuperação no UFC. Foto: Instagram / UFC

Se a fase de Iuri Marajó no UFC não era boa, ele precisou de pouco mais de um minuto para mudar completamente. Vindo de duas derrotas em série e com risco de demissão, Marajó tirou o peso das costas atuando em seu estado e fez a festa de seus conterrâneos. .

Sem dar sopa para o azar, Marajó tomou o centro do cage e partiu para o ataque logo nos primeiros segundos. Ele acertou um chute na barriga do norte-americano e abriu o caminho para a vitória. A partir daí ele andou para frente e disparou uma sequência de golpes, com diretos, cotoveladas e cruzados. E foi um cruzado de esquerda que derrubou Joe Soto. Com o rival nas grades, ele soltou vários golpes no chão até que o árbitro decretasse o nocaute técnico.

Deiveson Figueiredo abre noite de lutas com vitória

Deiveson vence luta de abertura do UFC Belém. Foto: Instagram / UFC

O UFC Belém não poderia começar melhor para o Brasil. Deiveson Figueiredo fez o duelo de invicto contra Joseph Morales e deixou o octógono com o braço erguido. Dominante desde o início, o brasileiro mostrou que pode dar trabalho na divisão de moscas com seu terceiro triunfo no octógono.

Deiveson começou a luta tomando a iniciativa na luta em pé, acertando bons golpes. Na sequência, ele mostrou boa transição e levou a disputa para o solo, de onde golpeou o adversário por cima, empolgando a torcida paraense. Segurando na grade, Morales tentou aplicar uma chave de perna, mas foi neutralizado.

Nos instantes finais do primeiro round, o árbitro recolocou os atletas no centro do cage e Deiveson aproveitou o momento. Ele acertou um direto no nariz do americano, que continuou sofrendo, mas conseguiu evitar o nocaute.

Após a boa atuação de Deiveson no primeiro assalto, o triunfo veio no segundo round. Ele rapidamente levou a disputa para o solo e golpepou por cima, mas Morales conseguiu se levantar. Mas nos instantes finais da parcial, Figueiredo chegou ao triunfo. Ele  conectou um cruzado de esquerda e o norte-americano caiu, forçando o árbitro a decretar o nocaute técnico..

Resultados do card preliminar do UFC Belém

Card preliminar

Peso meio-médio: Serginho Moraes derrotou Tim Means na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso leve: Alan Nuguette derrotou Damir Hadzovic na decisão unânime dos juízes (30-25, 30-27, 30-27)

Peso mosca: Polyana Viana finalizou Maia Stevenson com um mata-leão a 3m50s do R1

Peso galo: Iuri Marajó derrotou Joe Soto por nocaute técnico a 1m06s do R1

Peso mosca: Deiveson Figueiredo derrotou Joseph Morales por nocaute técnico a 4m34s