Amanda Lemos é suspensa por dois anos após ser pega em doping

Lutadora brasileira, de 30 anos, falhou um exame antidoping pelo uso de esteroides anabolizantes e só poderá voltar a competir em novembro de 2019

Amanda (foto) foi suspensa por dois anos. Foto: Reprodução / YouTube

A brasileira Amanda Lemos está afastada do octógono até novembro de 2019. A lutadora paranaense, que havia sido flagrada em um teste antidoping fora de competição, recebeu nesta quarta-feira (28), a sentença de dois anos de gancho pela violação.

Veja Também

Sonnen explica motivos para volta aos treinos de Mayweather: ‘Floyd quebrou’
Brave anuncia card completo para evento em Belo Horizonte

No exame, realizado em novembro do ano passado, Amanda testou positivo para estanozolol e 16β-hidroxiestanozolol, um metabólito do estanozolol. As duas substâncias são esteroides usados para a melhora de desempenho. Desde o início da parceria entre a Agência Antidoping dos EUA (USADA) e o UFC, a brasileira é a quarta atleta que falha em um exame devido do estanozolol.

Amanda fez apenas uma luta no UFC. Em julho do ano passado ela debutou no octógono e foi nocauteada pela veterana Leslie Smith. Com 30 anos, a brasileira tem um histórico profissional de seis vitórias, uma derrota e um empate.

Notícias relacionadas