Ordem judicial contra Oezdemir cancela luta de Shogun no Chile

Volkan Oezdemir responde em liberdade um processo de agressão na Florida e está proibido de deixar os EUA

Retorno de Shogun ao octógono está adiado. Foto: Reprodução / Facebook @ufc

O retorno de Mauricio Shogun ao octógono está adiado. O brasileiro, que enfrentaria o suíço Volkan Oezdemir no UFC Chile, dia 19 de maio, teve o duelo adiado. O motivo é uma ordem judicial que impede o suíço de deixar os Estados Unidos. A notícia foi divulgada pelo site do canal Combate e confirmada pela reportagem.

Veja Também

Rival de Cyborg acerta com o UFC e estreia contra Holly Holm, em julho
José Aldo encara Jeremy Stephens no UFC Canadá, em julho
Na pesagem do Brave 11, Miau e Mineiro prometem show em Belo Horizonte

Oezdemir foi preso em novembro de 2017, na Flórida, acusado de agressão. Ele pagou fiança de US$ 10 mil – cerca de R$ 34 mil na cotação atual –  e aguarda o julgamento em liberdade, porém não pode deixar os Estados Unidos.

Com a impossibilidade do suíço de lutar no UFC Chile, a organização trabalha para remarcar o combate em outra data, provavelmente dentro dos EUA,  mas ainda sem confirmação de evento ou local.

O adiamento frustra, temporariamente, a possibilidade de Shogun voltar a disputar o cinturão dos meio-pesados. Ex-campeão da categoria, o brasileiro vem de três vitórias consecutivas e com o campeão Daniel Cormeir subindo ao peso pesado e Jon Jones ainda afastado das competições por problemas com doping, ele poderia se aproveitar do momento e lutar pelo título em caso de triunfo.

Notícias relacionadas