Rafael dos Anjos diz que Woodley atrasou retorno na esperança de ter uma ‘grande luta’

Brasileiro, que irá disputar o cinturão interino dos meio-médios no UFC 225, afirmou que o campeão não quis enfrentá-lo em busca de uma superluta

Dos Anjos reclama de posição de Woodley (Foto: Reprodução/Facebook UFCBrasil)

Rafael dos Anjos está escalado para disputar o cinturão interino dos meio-médios (até 77,1 kg.) contra Colby Covington no UFC 225, dia 9 de junho, em Chicago (EUA). Apesar do compromisso agendado, o brasileiro não tira seu foco no campeão linear Tyron Woodley. Para RDA, o norte-americano se recusou a enfrentá-lo em busca de uma ‘superluta’ e apenas se colocou à disposição para subir no octógono em novembro.

Veja Também

Adversário de Edson Barboza não bate o peso e repassa 20% de salário ao brasileiro
Após nocaute no Brave 11, Cavalheiro mira luta ‘fora de casa’ e título

“Depois da luta de Demian Maia, ele (Woodley) sabia que precisava de operar o ombro. Ele levou seis meses para fazer a cirurgia, certo? E então ele quer lutar contra (Michael) Bisping, (Nate) Diaz, St. Pierre, depois Conor (McGregor). Nenhuma dessas lutas aconteceu, então ele sabia que o próximo cara na fila era eu. Então me disseram que ele estaria pronto para lutar em novembro, dezembro. Eu disse não, não posso esperar tanto tempo”, disparou dos Anjos.

O brasileiro ainda argumentou que Woodley atrasou seu retorno não para evitar enfrentá-lo, mas em busca de um combate contra um grande nome.

“Eu não acho que esteja atrasando para não lutar comigo. Ele (Woodley) quer lutar com outra pessoa. Ele quer lutar com um grande nome. Isso é o que parece, porque me disseram que ele disse: ‘Ok, estarei pronto para lutar em junho com o GSP.’ Não, não, Tyron, você vai lutar contra a RDA. ‘Não não. RDA, somente em novembro”, completou.

Notícias relacionadas