Shogun lamenta não lutar no Chile e garante motivação para encarar Oezdemir no UFC Hamburgo

Após pedir desculpas aos fãs chilenos, Shogun disse estar focado no UFC Alemanhã no dia 22 de julho. Ainda afirmou estar motivado a voltar a Europa após nove anos.

M. Shogun lamente não lutar no UFC Chile. Foto: Laerte Viana

Escalado encarar Volkan Oezdemir no UFC Chile, dia 19 de maio, o brasileiro Mauricio Shogun viu o duelo contra o suíço ser adiado para julho, no evento de Hamburgo (ALE). O motivo da alteração foram os problemas de seu rival com a justiça norte-americana. Com a mudança de data, o paranaense sentiu por não poder lutar no país sul-americano, mas comemorou volta à Europa após quase 10 anos.

Veja Também

Antes de derrotar Mir, Fedor foi interrogado pelo FBI
Ronaldo Jacaré afirma: ‘Serei campeão dos médios em duas lutas’

“Quero pedir desculpas aos fãs do Chile que estavam na expectativa pra assistir essa luta agora em maio, e a toda galera que se programou pra me assistir por lá. Eu estava muito feliz em fazer parte do primeiro UFC no País. Essa mudança não estava no meu controle, e infelizmente foi necessária por circunstâncias pessoais do meu adversário. Tenho certeza que o evento dia 19 vai ser muito legal, e espero um dia ainda ter a chance de lutar no Chile. Agora o foco é todo em 22 de Julho! Eu estou muito motivado pra fazer o meu melhor na Alemanha, feliz em fazer a luta principal e em voltar a lutar na Europa depois de nove anos”, publicou Shogun em sua conta no Instagram.

A última luta de Maurício na Europa foi em Dublin, Irlanda, no UFC 93, em 2009. Na ocasião, Shogun venceu Mark Coleman por nocaute técnico e conseguiu a primeira vitória na organização.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário