Macarrão busca manter tradição brasileira com vitória no Brave 12

Ex-participante do TUF Brasil, Macarrão debuta no evento diante do o russo Gadzhimusa Gaziev

Macarrão quer estrear com vitória no Brave. Foto: Divulgação

Desde sua criação, o Brave Combat Federation se conectou com o MMA brasileiro, com três eventos realizados no Brasil, e dois campeões locais. O meio-médio Leonardo Macarrão quer manter o ritmo no Brave 12, no dia 11 de maio. Único representante brasileiro, no show que será realizado na Indonésia, o ex-lutador do UFC comentou o desejo de estrear com o pé direito na nova casa e representar o Brasil com uma vitória sobre o russo Gadzhimusa Gaziev.

Veja Também

Equipe MMA Lab expulsa Mackenzie Dern
Musa do UFC apaga fuzileiro em visita a base militar dos EUA
De olho no top-10, Cara de Sapato encara Derek Brunson no UFC 227

“Estou muito animado para estrear no Brave. Sei que não terei uma luta fácil pela frente, mas já estou acostumado com isso, nunca tive uma luta fácil na carreira. Quero ter uma ótima atuação e representar meu país e meus compatriotas da melhor forma possível. Quero ter a certeza que os fãs brasileiros que forem ver o Brave 12 ficarão orgulhosos do meu trabalho. Estou pronto para representar o Brasil”, comentou “Macarrão”, que deveria ter feito sua estreia no ano passado, mas seu oponente não bateu o peso e não houve acordo.

“Fiquei frustrado quando não houve acordo para enfrentar o (Mohammad) Fakhreddine no Brave 6. Mas agora tenho outra oportunidade de mostrar meu trabalho para os fãs do Brave e estou amarradão”, declarou.

Sobre seu adversário, o atleta da Kings MMA admitiu que não estudou seu estilo específico, mas garantiu que fez seu camp em torno do que espera ver do russo, que vem de duas derrotas no Brave, após estrear com triunfo sobre o também brasileiro Thiago “Monstro”.

“Como eu já disse antes, nunca tive luta fácil e sei que esse cara é duro e um grande atleta. Não o estudei especificamente, mas sabemos os pontos fortes dele e trabalhamos em cima disso. Sei que no choque de estilos, acredito sempre no meu trabalho e no da minha academia”, encerrou.

Notícias relacionadas