Presidente do UFC critica interrupção na superluta entre Cejudo e Dillashaw

White reprovou o encerramento da superluta aos 32s por nocaute técnico e disparou contra a arbitragem em Nova York: ‘coloquem profissionais mais experientes para trabalhar’

D. White não garantiu a permanência dos pesos moscas no UFC. Foto: Reprodução/Youtube ufc

A superluta entre Henry Cejudo e TJ Dillashaw foi encerrada com um nocaute técnico em apenas 32 segundos. ‘Messenger’ defendeu seu reinado e manteve o cinturão dos moscas na luta principal do UFC Brooklyn. Durante coletiva após evento, o presidente do Ultimate, Dana White criticou o árbitro por interrupção prematura do confronto entre os campeões.

Veja Também

UFC Brooklyn: Cejudo atropela Dillashaw, defende cinturão e mantém viva divisão dos moscas
VÍDEO: Assista o nocaute de Henry Cejudo sobre TJ Dillashaw no UFC Brooklyn

White explicou que o ‘atropelo’ de Cejudo em Dillashaw nos primeiros segundos do combate não foi suficiente para que o árbitro interrompesse a superluta aos 32 segundos.

“Eu não gostei do que fizeram. Não gosto quando árbitros locais atrapalham caras com experiência, uma luta entre campeões. Assim você fere os lutadores e os fãs. Por favor, Comissão, em um card desse tamanho, com essa grande luta, coloquem profissionais mais experientes para trabalhar”, criticou Dana.

Mesmo com a apresentação impecável de Cejudo, o comandante do Ultimate não garantiu a continuidade da categoria dos moscas na organização.

“Eu realmente não sei. Vamos ver o que acontece. Eu não sei”, concluiu White.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário