José Aldo diz que pode reconsiderar aposentadoria por disputa de cinturão

Ex-campeão pesos pena, porém, aguarda por resultado da luta entre Max Holloway e Dustin Poirier

José Aldo cogita adiar aposentadoria em caso de possível disputa de título. Foto: Reprodução / YouTube @ufc

O ex-campeão peso pena do UFC, José Aldo, anunciou que pode repensar a decisão de se aposentar em 2019. Na coletiva do UFC 237, realizada nesta quinta-feira (28), Aldo revelou que pretende cumprir suas duas últimas lutas no contrato, mas cogita renegociar o acordo caso esteja em condições de recuperar o título.

Veja Também

Warlley Alves enfrenta Serginho Morais no UFC 237
UFC 239 terá Jon Jones x Thiago Marreta e Amanda Nunes x Holly Holm
Marlon Moraes encara Henry Cejudo pelo cinturão dos galos no UFC 238

“A última luta, quando a gente passou pelo (Renato) Moicano já vieram falar sobre isso (a renovação de contrato). Mas estou ouvindo outras propostas também. Eu acho que já fiz muito dentro do MMA, agora é a hora da nova geração”, disse José Aldo. Quando citada a possibilidade de recuperar seu antigo cinturão, Aldo não se esquivou. “Esse título está vindo nos meus braços, então, se ele vier, eu aceito”, completou

Caso vença seu próximo compromisso, agendado para o dia 11 de maio, no Rio de Janeiro, o manauara se manterá como o desafiante número um ao título dos pesos penas. Porém, o ‘Campeão do Povo’ já disse publicamente achar difícil uma nova luta contra o atual detentor do cinturão, Max Holloway, pois saiu derrotado em duas ocasiões seguidas; ambas em 2017.

Holloway, por sua vez, irá se aventurar na categoria dos leves e enfrentará Dustin Poirier na disputa pelo cinturão interino da divisão. Caso Max saia vencedor, deverá abrir mão de um de seus cinturões, podendo ser o dos penas. Desta forma, Aldo teria caminho livre para tentar recuperar seu reinado em sua categoria.

A penúltima luta de Aldo pelo Ultimate, na qual enfrentará o australiano Alexander Vokanovski, no UFC 237, chegou a ser ameaçada após o manauara ser internado devido a uma infecção bacteriana contraída pelo lutador após se cortar em um treinamento. No entanto, o lutador já recebeu alta e está mantido no card do evento.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário