Diretor diz que Brasil pode se tornar segundo mercado do UFC em dois anos

Marshall Zelaznik diz que Brasil pode passar o Canadá como segundo mercado do UFC em breve

O mercado do UFC no Brasil cresce de forma impressionante a cada dia no Brasil, tanto que os dirigentes do evento já pensam até na possibilidade do país se tornar o segundo mercado em popularidade no mundo.

Marshall Zelaznik, diretor de desenvolvimento internacional do UFC, revelou que o Brasil já alcança o maior público do mundo, mas apesar do mercado ainda estar atrás de países como Estados Unidos e Canadá, o Brasil pode se tornar o segundo mercado em pouco tempo.

“Quando olhamos para a quantidade de fãs assistindo, com o evento passando TV aberta o Brasil acaba sendo o principal país do mundo, mas se formos olhar o mercado comercial o Canadá ainda está na frente, mas se continuar no ritmo de crescimento o Brasil deve passar nos próximos dois anos”, disse Zelaznik, durante a coletiva de imprensa antes do UFC Rio 3.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário