Técnico de St. Pierre descarta peso combinado e quer luta contra Anderson Silva pelos meio-médios

A badalada super luta entre Anderson Silva, campeão dos pesos médios, contra o canadense Georges St. Pierre, dono do cinturão dos meio-médios, ganha força a cada dia dentro do UFC, atletas, imprensa e treinadores. Porém, um dos responsáveis pela preparação de GSP coloca um empecilho para o combate.

Anderson, que é campeão da categoria até 84 kg, já disse em várias entrevistas que o duelo poderia acontecer em um peso combinado, já que St. Pierre combate até 77 kg. Porém, para Firas Zahabi, técnico do canadense a disputa deveria acontecer no peso original de seu pupilo: a divisão de meio-médios. Para ele, subir de peso, mesmo que para cerca de 80kg, pode ser um caminho sem volta.

LEIARashad aposta em St. Pierre em super luta contra Anderson

“Eu não gostaria que Georges mudasse o seu peso, preferiria que Anderson descesse. Não sei se Anderson pode chegar aos 77kg ou algo próximo a isso. Mas sei que se Georges subir, ele não será capaz de voltar. Ele me disse isso várias vezes, e eu acredito, porque ele teria que dedicar um bom tempo para ganhar o peso extra. Eu gostaria que Anderson descesse o mais próximo possível dos 77kg, se fosse esse o caso”, disse Zahabi, em entrevista ao site norte-americano MMA Fighting.

Apesar de Anderson Silva já ter competido entre os meio-médios no início de sua carreira, em 2002, onde desde então subiu para a categoria de médios e em três oportunidades o Spider lutou entre os meio-pesados dentro do UFC. Por este motivo, o próprio brasileiro sugeriu um peso intermediário entre os meio-médios e os médios – algo em torno de 80 kg. Mas isso não agrada o técnico de St-Pierre.

“A questão é que, no dia da luta, Georges vai aparecer com 91kg, e eu não acho que isso seja justo. Não acho que seja uma luta justa. Se Anderson conseguir baixar até os 77kg, seria ótimo. Georges tem que lutar com qualquer um dentro deste limite de peso. Aí, sim, seria uma luta justa. Mesmo que Anderson ganhasse muito peso após a pesagem, ainda assim ele estaria desgastado pela perda de peso, e isso tornaria o combate igual para os dois”, completou Zahabi.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário