Lutas casadas agitam Copa Over Fight

Cinco lutas casadas de submission brindaram o público que compareceu à 1ª Copa Over Fight Championship neste sábado, 4 de julho, em Rio das Ostras (RJ). O evento organizado por Galego, Igor Pacheco e Luciano Mendes Pirulito também trouxe disputas de jiu-jitsu e absolutos de submission que valeram premiação em dinheiro.

Numa das superlutas mais aguardadas, o vice-campeão da seletiva para o ADCC e lutador de MMA Leonardo Chocolate derrotou Thiago Gaia. Chocolate conseguiu quedar logo no início, mas acabou levando uma punição que empatou o placar em 2 a 2. Entretanto, o representante da luta livre, que se apresentou pela primeira vez nas regras do jiu-jitsu, conquistou boas posições, atacou mais e faturou o desafio com seis vantagens de diferença. “Me compliquei um pouco porque nunca havia lutado nas regras do jiu-jitsu. Mas no final veio a vitória, que é o que interessa”, disse.

Em outras superlutas, Raoni Barcelos mostrou porque é titular da seleção nacional de luta olímpica e venceu por grande diferença de pontos (24) Daniel Hortegas (ATT), que foi campeão mundial no-gi em 2008. O lutador de MMA Rodrigo Ximbica travou uma dura batalha contra Gilson Ricardo “Capoeira”. Depois do empate nas vantagens, o juiz deu a vitória a Ximbica, que ganhou a meia-guarda e tentou quedar mais. Ainda nas superlutas, o faixa-preta Flávio Serafim começou sofrendo uma queda contra Fábio Cassiano “Carnaval”. Mas o Serafim virou o combate com uma pegada de costas e depois finalizou com um kata-gatame. Em mais um desafio, Felipe Borges começou vencendo com uma pegada de costas, mas Douglas Luis encaixou uma justa guilhotina e derrotou o oponente por finalização. A luta de Rafael dos Anjos acabou não ocorrendo. “Parece que ele teve um problema e não pode vir a tempo”, disse o lutador de MMA Julian Jabá, que acabou sem adversário.

No absoluto de submission faixa-preta leve, Leonardo Corrêa faturou a premiação em dinheiro após bater dois adversários. A final foi contra Rafael Farias. Nos combates de jiu-jitsu tradicional, o destaque foi Thiago Gaia, que voltou com tudo depois da derrota na superluta. Gaia finalizou o primeiro oponente com um estrangulamento pelas costas e a segunda luta com um armlock do triângulo para fechar o absoluto preta/marrom com os companheiros da Nova União Antonio Barreto e Max Farias. Outros destaques foram Ruan Rodrigues, campeão do médio azul juvenil e segundo no absoluto juvenil de submission. Também fez bonito a revelação da Carlson Gracie Breno Abad, primeiro colocado no meio-pesado faixa azul adulto, apesar de ter apenas 15 anos de idade.

Confira os resultados dos absolutos de submission.

Faixa-preta

Leve
1º Leonardo Corrêa (Predador)
2º Rafael farias (IST)

Pesado
1º Rodrigo Ximbica (Gracie Fusion)
2º Daniel Almeida (Nova União)

Faixa-marrom

Leve
1º Ítalo Lins (GFTeam)
2º Herbert Mitvhell

Pesado
1º Marcio Santos (IST)
2º Leonardo Cunha (Nova União)

Faixa-roxa

Leve
1º Rafael Cordeiro (Nova União)
2º Gabriel Vilela (GFTeam)

Pesado
1º Alberto Ramos “Batata” (GFTeam)
2º Kaue Damasceno (Nova União)

Deixe seu comentário