Internautas entrevistam Thiago Tavares

O lutador do UFC, Thiago Tavares, participou da última sexta-feira (30) de um chat com os internautas do SUPER LUTAS. O lutador respondeu a todas as perguntas feitas pelos membros de nosso Fórum e revelou estar pronto para lutar logo que for chamado pelo Ultimate, mas pede a revanche com Matt Wiman e Tyson Griffin. O bate-papo na integra você confere abaixo.

 

PERGUNTA: Visitando o site da American Top Team me deparei com o seu perfil como atleta da academia. Gostaria de saber qual é o vínculo com o time? (pergunta de: Azevedo)

 

THIAGO TAVARES: Eu estava na ATT em 2003, logo quando a equipe foi fundada. Em dezembro daquele ano voltei ao Brasil apenas para passar o natal e não consegui o visto para voltar a América. Logo, fiquei lutando no Brasil e na Europa, ate que o UFC tirou o visto pra mim. Hoje eu não faço parte da ATT, mas sempre treino lá devido aos grandes e bons amigos, junto com meu empresário (Alex Davis), tem parceria com o dono da ATT (Dan Lambert).

 

PERGUNTA: Então hoje você treina com quem? (Pergunta de: Hwa Rang-Do)

 

THIAGO TAVARES: Atualmente estou em Florianópolis, onde treino na academia Ataque Duplo. Meus parceiros de treino são: Ivan “Batman”, Nazareno Malegarie, Ricardo Tirloni, Rafael Mello, William Coelho, Santiago Ponzinibbio e Edmilson Souza. Mas devido minha boa relação com algumas academias, facilita o intercambio, por exemplo, hoje estou aqui em Portland, treinando na Team Quest.

 

PERGUNTA: Thiago você chegou ao UFC invicto e perdeu aquela luta muito dura contra o Tyson Griffin. Na época você havia dito que venceu. Ainda hoje você acredita que derrotou o americano? De lá pra cá o que mudou no seu jogo? (Pergunta de Burn Ko)

 

THIAGO TAVARES: Sinceramente, aquela luta foi muito parelha. A verdade é pra qualquer um que dessem a vitoria estaria justo. A minha reivindicação é exatamente na falta de critério dos árbitros. Cada luta eles adotam um critério diferente. Por exemplo: Eu dei quatro quedas e ele me deu duas. Eu tentei finalizar quatro vezes ele nenhuma. Eu cheguei perto do nocaute com uma joelhada aérea e ele nenhuma. O que ele fez? Dominou do octógono e acertou meu olho enquanto eu estava esticando o braço dele, que estralou milhões de vezes.

 

PERGUNTA: Em suas últimas duas lutas, você enfrentou problemas com lesões, ainda que uma delas fosse de seu adversário. Sabemos que isso atrapalha a vida de um atleta de alto rendimento. Queria saber quanto tempo você levaria para estar apto em uma próxima luta, ou se te chamarem hoje você já lutaria no próximo evento? (Pergunta de Azevedo)

 

THIAGO TAVARES: Estou pronto meu amigo! Eu já aceitei luta duas semanas antes, obvio que não é o correto, mas agora estou em ‘stand by’, qualquer lutador que se machuque entre os leves vão me colocar. Posso lutar a qualquer momento.

 

PERGUNTA: E esta polêmica com o Willamy Chiquerim? Como você viu o problema da contusão dele. E se você pudesse escolher outro adversário, quem seria? (Pergunta de Trajano)

 

THIAGO TAVARES: Sinceramente, não tenho problema algum com o Chiquerim. Eu fiquei chateado é que há duas semanas o pessoal do Brasil me ligava dizendo o rolava um boato que ele não ia lutar, ou seja, já devia estar machucado e não comunicou ao evento. O que resultou que eu fiquei impossibilitado de fazer meu trabalho. Toda vez que eu me machuquei, avisei o UFC na hora.

 

PERGUNTA: Gostaria de saber qual seria seu plano de jogo na possível luta contra o Chiquerim e quem você acha que seria uma boa luta pra te trazer de volta ao topo da categoria. (pergunta de Diogo Natharde)

 

THIAGO TAVARES: Contra o Chiquerim minha estratégia seria o boxe. Era uma luta pra me colocar ao topo da categoria certamente, para me colocar contra um dos top 10, no mínimo um Clay Guida. Mas sinceramente, eu tenho umas coisas dentro de mim que precisam ser resolvidas, como por exemplo, a derrota para o Matt Wiman, uma luta fácil, ele era fraco e eu comecei a brincar na luta, me desconcentrei, e cai morto. O grande problema de menosprezar pessoas, ali em cima todos são iguais, tem duas mãos, e estão habilitados para tal. Obvio que adoraria uma chance contra os tops, mas tenho coisas a serem resolvidas ainda, essa e outras duas mais.

 

PERGUNTA: Thiago, você disse que está treinando na Team Quest. Quem são seus professores e parceiros de treino? Exceto a Nova União, faltam boas academias que tenham bons atletas leves para treino no Brasil? (Pergunta de Santiago)

 

THIAGO TAVARES: Estou treinando com vários lutadores, inclusive Matt Lindland e o Fabiano Pega Leve. A minha academia em Florianópolis esta ótima em pesos leves: Batman, Malegarie, Ricardo Tirloni, entre outros.

 

PERGUNTA: Gostaria de saber sobre seu peso. Quanto você pesa normalmente? Quanto você consegue recuperar entre a pesagem e o momento da luta? (Pergunta feia por: MOCM)

 

THIAGO TAVARES: Meu peso normalmente é 80 quilos.Eu abaixo os 10 quilos na ultima semana e recupero oito em um dia.Nunca tive problemas para abaixar de peso, e nem de recuperação. Você pode comprovar vendo minhas lutas, ate posso perder, mais 15 minutos acelerando. Quem faz toda minha parte de preparação física, dieta e reidratarão é o Guiga, meu primo e preparador físico.

 

PERGUNTA: Em sua ultima vitoria você venceu o Gamburyan, que deve inclusive disputar o cinturão do WEC entre os penas. Você já pensou em descer de categoria? Ou se sente muito bem entre os leves? (Pergunta feita por Santiago)

 

THIAGO TAVARES: Já pensei sim, pois consigo bater 66 quilos, porque eu peso 80 tomando muito suplemente e hipercalórico…Mas primeiramente gostaria de fazer uma cat weight.

Quem sabe…

 

PERGUNTA: Reforço a pergunta de outro membro: Já foi oferecida a migração de seu contrato do UFC para o WEC para você lutar entre os penas?

 

THIAGO TAVARES: Não, para falar a verdade. Nem meu empresário sabe que eu já pensei nisso. Vocês estão sabendo de primeira mão. Mas sinceramente, não quero sair do UFC não. Levanto a possibilidade é claro, porem não é o que eu gostaria no momento. De repente se o UFCc criasse a categoria de penas

 

PERGUNTA: Você estava treinando com Fabio Maldonado? Falando em Maldonado, você acha que podemos ver ele em algum evento grande internacional ou quem sabe no UFC?  (Pergunta feita por Vinnaum Mixed Martial Arts)

 

THIAGO TAVARES: Com certeza, no Brasil eu treino com o Kevin, um baiano que se mudou pra Florianópolis pra me dar aulas de boxe. Ele tem 40 lutas de boxe, e algumas de MMA. O Maldonado vive em Florianópolis me ajuda também. Atualmente ele esta aqui nos EUA, puxando os treinos de boxe pra mim.

Em relação ao Maldonado entrar em eventos de grande porte, em breve teremos boas noticias, boto minha mão no fogo, que ele vai nocautear muita gente. Apostaria minha bolsa nessa minha afirmação!

 

PERGUNTA: Depois de alguma derrota, você sentiu que poderia ser demitido do UFC? Ou sempre teve a consciência que apesar das derrotas suas apresentações foram boas? (Pergunta feita por Trajano)

 

THIAGO TAVARES: Perdi duas lutas seguidas (Kurt Pelegrino e Matt Wiman) e quando lutei contra o Manny Gamburyan, estava me sentindo na corda bamba. Meu empresário disse que não tinha porque, sendo q das três derrotas, eu ganhei três bônus de melhor luta da noite. Tanto que apos venceu manny eu renovei o contrato… Mas eu entrei para lutar contra o Manny, me sentindo numa forca…

 

PERGUNTA: Thiago, você acha que a bolsa que recebe do UFC é justa, além ou aquém do que você acha que merece? (pergunta  de Diogo Natharde)

 

THIAGO TAVARES: Obvio que gostaria de receber mais, porém estou feliz, eles me tratam bem, sou bem remunerado e já sai ate em videogame. Quando que um ‘manezinho’ de Florianópolis estaria num videogame? Na semana passada entrei aqui no Best Buy (loja de eletrônicos), e um cara me reconheceu e pediu pra eu autografar a camiseta e um jogo pra ele.

 

PERGUNTA: Em sua próxima luta, se você pudesse escolher, contra quem seria? (Pergunta feita por Trajano)

 

THIAGO TAVARES: Matt Wiman ou Tyson Griffin, por favor.

Deixe seu comentário