Takanori Gomi tem maior salário do UFC on Versus 2

Takanori Gomi nocauteia Tyson Griffin

Após uma estréia ruim no Ultimate e a recuperação em grande estilo diante de Tyson Griffin, o japonês Takanori Gomi teve o maior salário do UFC on Versus 2, evento realizado no último domingo, na cidade de San Diego, nos Estados Unidos. O ex-campeão do Pride embolsou 80 mil dólares, enquanto Jon Jones, que derrotou Vladimir Matyushenko,  e Yushin Okami, que passou por Mark Munõz, ficaram com 46 mil dólares cada um. Confira a lista completa dos salários do show:

 

Jon Jones: $46,000 ($23,000 pela apresentação, $23,000 pela vitoria)

Vladimir Matyushenko: $31,000

Jones derrotou Matyushenko por nocaute técnico

 

Yushin Okami: $46,000 ($23,000 pela apresentação, $23,000 pela vitoria)

Mark Munoz: $22,000

Okami derrotou Munoz na decisão dividida dos juizes

 

Jake Ellenberger: $24,000 ($12,000 pela apresentação, $12,000 pela vitoria)

John Howard: $15,000

Ellenberger derrotou Howard por nocaute técnico

 

Takanori Gomi: $80,000 ($40,000 pela apresentação, $40,000 pela vitoria)

Tyson Griffin: $30,000

Gomi derrotou Griffin por nocaute

 

Jacob Volkmann: $20,000 ($10,000 pela apresentação, $10,000 pela vitoria)

Paul Kelly: $17,000

Volkmann derrotou Kelly na decisão unânime dos juízes

 

Matt Riddle: $24,000 ($12,000 pela apresentação, $12,000 pela vitoria)

DaMarques Johnson: $10,000

Riddle derrotou Johnson por nocaute técnico

 

Igor Pokrajac: $12,000 ($6,000 pela apresentação, $6,000 pela vitoria)

James Irvin: $20,000

Pokrajac derrotou Irvin por finalização com mata-leão

 

Brian Stann: $34,000 ($17,000 pela apresentação, $17,000 pela vitoria)

Mike Massenzio: $5,000

Stann derrotou Massenzio por finalização com triangulo

 

Charles “do Bronx” Oliveira: $12,000 ($6,000 pela apresentação, $6,000 pela vitoria)

Darren Elkins: $8,000

Oliveira derrotou Elkins por finalização com arm-lock

 

Rob Kimmons: $18,000 ($9,000 pela apresentação, $9,000 pela vitoria)

Steve Steinbeiss: $6,000

Kimmons derrotou Steinbeiss na decisão unânime dos juízes

Deixe seu comentário