UFC 118: Frank Edgar vence BJ Penn e defende cinturão

Frank Edgar se afirma como campeão dos leves - Fotos: Josh Hedges

Terminou há pouco, em Boston, nos Estados Unidos, o UFC-118, evento que marcou a afirmação de um novo campeão.  Defendendo pela primeira vez o titulo dos leves, Frank Edgar não deu chances para o ex-campeão BJ Penn e faturou a vitória na decisão dos juízes. Já no combate que foi chamado de “MMA vs. Boxe”, Randy Couture não se arriscou na trocação de James Toney e finalizou de forma rápida com um katagatame. Entre os brasileiros no card, Amilcar Alves estreou no UFC com derrota diante de Mike Pierce, enquanto, no duelo tupiniquim, Demian Maia levou a melhor sobre Mario Miranda

 

Edgar repete a receita e vence BJ

Aos que acharam que Frank Edgar não era merecedor do cinturão do Ultimate, o americano mostrou no UFC-118 eles estavam enganados. Diante de BJ Penn, o atual campeão repetiu a receita da primeira luta e, com muita movimentação, venceu na decisão unânime dos juízes. Nos três primeiros assaltos, Edgar usou sua velocidade, entrando e saindo do raio de ação, para golpear com socos ou buscar a queda. Já BJ, controlava o centro do octógono, mas não conseguia encaixar uma sequência de golpes. No quarto assalto, o havaiano mudou a estratégia e tratou de derrubar Edgar, mas ao tentar chegar as costas foi raspado e punido com socos da guarda. No último round, já sentindo o ritmo da luta, BJ pouco se movimentava, enquanto, Frank esbanjava preparo físico. No final, vitoria de Frank Edgar na decisão unânime dos juízes. (50-45, 50-45, 50-45)

 

Couture não se arrisca, finaliza Toney e ganha faixa-preta

No combate que foi denominado de “MMA vs. Boxe”, o ex-campeão do UFC, Randy Couture não quis se arriscar na forte trocação de James Toney, quatro vezes campeão mundial da “nobre arte”. Logo no inicio do combate, Randy atacou as pernas do boxer e levou o combate para o chão. De lá, o “Capitão América” rapidamente chegou à montada, de onde trabalhou com fortes socos, até encaixar o katagatame e finalizar a peleja. Após o duelo, Randy Couture ainda foi graduado com a faixa-preta de jiu-jítsu por seu professor Robert Drysdale.

 

Demian Maia vence duelo tupiniquim contra Mario Miranda

De volta ao octógono, Demian Maia mostrou estar totalmente recuperado da derrota sofrida para Anderson Silva no UFC-112. Diante do compatriota Mario Miranda, o faixa-preta começou o combate com bons golpes na trocação, mas logo na metade do primeiro assalto, não quis se arriscar e colocou a luta pra baixo. Nos rounds seguintes, Maia controlou toda a luta no chão e no final do terceiro round tentou encerrar o duelo com um arm-lock, mas Miranda se defendeu bem. No final, vitória de Demian Maia na decisão dos juízes. (30-27, 30-27, 30-27)

 

Maynard vence Florian e ganha a chance pelo cinturão

No duelo que daria ao vencedor o direito de disputar o cinturão dos pesos leves, Gray Maynard conseguiu impor seu jogo diante de Kenny Florian e sair com o triunfo. Sem conseguir se achar na trocação, Maynard usou seu wrestling no final do primeiro assalto para levar o combate para o chão e trabalhar com socos por cima, repetindo a receita no segundo round. No último assalto, Florian, que havia sido novamente quedado, ainda tentou arriscar uma tentativa de finalização com uma omoplata, mas já era tarde. No final, Gray Maynard saiu vitorioso na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 29-28)

 

Nate Diaz finaliza Marcus Davis

Na primeira luta do card principal, Nate Diaz usou bem sua envergadura diante de Marcus Davis. Após sentir uma sequência de socos, o irmão de Nick Diaz se recuperou e controlou as ações nos dois primeiros rounds. Já no terceiro assalto, Nate mostrou seu jiu-jítsu e finalizou o combate com uma bela guilhotina invertida.

 

Joe Lauzon finaliza rápido

Joe Lauzon imprime um ritmo fantástico na luta. Logo no início do combate, ele coloca Gabe Ruediger pra baixo e trabalha com fortes socos por cima. Chega a montada, as costas e aplica um belíssimo arm-lock, finalizando o duelo em apenas 2min01seg

 

Amilcar é derrotado na estréia

Primeiro brasileiro a subir no octógono, Amilcar Alves não fez a estréia que esperava no UFC. Diante de Mike Pierce, o atleta da Nova União teve dificuldades nos dois primeiros assaltos sendo colocado pra baixo e tendo que se defender dos socos da guarda. Porém, no último round, tendo que partir pra cima, o brazuca é novamente levado ao chão pelo americano, que desta vez tenta finalizar com uma Kimura, Amilcar se defende, mas é pego num justo arm-lock, sendo finalizado com 3m11s do terceiro round. Confira os resultados completos do evento:

 

 

Card Principal

Frank Edgar derrotou BJ Penn na decisão unânime dos juízes;

Randy Couture finalizou James Toney com um katagatame no R1;

Demian Maia derrotou Mario Miranda na decisão unânime dos juízes;
Gray Maynard derrotou Kenny Florian na decisão unânime dos juízes;

Nate Diaz finalizou Marcus Davis com uma guilhotina invertida no R3;

 

Card Preliminar

Joe Lauzon finalizou Gabe Ruediger com um arm-lock no R1;

Nik Lentz derrotou Andre Winner na decisão unânime dos juízes;

Dan Miller finalizou John Salter com um estrangulamento no R2;

Greg Soto derrotou Nick Osipczak na decisão unânime dos juízes;

Mike Pierce finalizou Amilcar Alves com um arm-lock no R3.

Deixe seu comentário