Cyborg: “Quero vencer Diaz e depois enfrentar Mousasi e Manhoef”

O brasileiro Evangelista Cyborg disputa o cinturão dos pesos meio-médios do Strikeforce neste sábado (29), diante do atual campeão Nick Diaz. O atleta da equipe Chute Boxe garante que, apesar sua principal característica ser a luta em pé e de seu oponente o combate de chão, não se sente intimidado com o jiu-jítsu do adversário. Em entrevista ao site norte-americano MMA Weekly, Cyborg garante que pode surpreender Diaz e vencer o duelo onde quer que ele aconteça.

 

“Eu treino todos os dias esperando por uma luta, o adversário nunca é meu objetivo. Quando eu descobri que lutaria contra Nick (Diaz), só adaptei minha estratégia para o jogo dele”, disse Cyborg, que garantiu ter armas suficientes para derrotar o norte-americano no solo .

 

“Ninguém viu realmente meu jogo de chão. Estou com ótima base de wrestling e sou faixa-preta de jiu-jítsu. Não estou preocupado em manter a luta em pé, quero mostrar que tenho um jogo de chão subestimado e vou mostrar meu jiu-jítsu”, disparou o brasileiro, que após o confronto deste final de semana deseja enfrentar o armênio Gegard Mousasi e ter uma revanche contra o holandês Melvin Manhoef, com quem já travou uma das lutas mais empolgantes da história do MMA.

 

“Estou muito confiante se a luta for para o chão. Quando eu tomar esse cinturão, quero enfrentar Gegard Mousasi e Melvin Manhoef, em qualquer categoria de peso”, disparou.

 

O duelo entre Cyborg e Manhoef aconteceu no Cage Rage 15, evento realizado em 2006, e é considerada uma das lutas mais disputadas e emocionantes da história do MMA, onde o holandês venceu por nocaute técnico no final do segundo assalto. Confira o vídeo da luta abaixo:

Deixe seu comentário