Mousasi se revolta com Anderson Silva: ‘Só quer luta fácil’

Armênio não consegue luta contra oponente ranqueado e acusa todos, incluindo Spider, de fugirem de um combate contra ele

Mousasi venceu suas últimas quatro lutas, sendo três por nocaute. (Foto: Getty Images)

Mousasi venceu suas últimas quatro lutas, sendo três por nocaute. (Foto: Getty Images)

Veja Também

Brunson vai enfrentar A. Silva no UFC 208, dia 11 de fevereiro. (Foto: Getty Images)
Brunson manda recado a Anderson Silva e afirma: “Tudo que preciso é de um golpe”
Belfort (esq) e Gastelum (dir) vão medir forças em no UFC Fortaleza. (Foto: Produção SUPER LUTAS (Divulgação/UFC)
Veja primeira encarada entre Vitor Belfort e Kelvin Gastelum
Miocic fez sua primeira defesa de cinturão contra Overeem, em setembro de 2016. (Foto: Getty Images)
Miocic se revolta com UFC e reclama de salário: “Não é justo”

Ainda sem luta marcada após vencer Uriah Hall, o peso médio Gegard Mousasi se revoltou contra o resto da divisão, acusando seus integrantes de fugirem de uma luta com ele. Mas o principal alvo foi o ex-campeão Anderson Silva. O armênio diz que sua tentativa de lutar contra o Spider foi rechaçada pelo UFC pois ele não tinha um “nome grande o suficiente”. Semanas depois, porém, o brasileiro teve luta marcada contra Derek Brunson, que está atrás de Mousasi no ranking. Além de Anderson, sobrou também para os ex-campeões Luke Rockhold e Chris Weidman e para Robert Whittaker.

“Eu pedi para lutar contra Anderson Silva e me disseram que eu não tinha um nome tão forte, mas agora vejo que ele vai lutar contra Derek Brunson. Claro que eu queria enfrentar Anderson Silva, mas acho que ele prefere caras que podem ser derrotados com mais facilidade, ou que ele acredita que possa vencer mais tranquilamente. Luke Rockhold está lesionado, mas eu o vejo treinando o tempo todo. Tenho medo de aceitar uma luta contra ele e ela acabar caindo por ele se lesionar novamente – se ele estiver saudável, é uma luta que me interessa. Chris Weidman não atende o telefone. Robert Whittaker quer tirar sete meses de férias. Estou em busca de uma luta”, desabafou Mousasi, em entrevista ao site do canal norte-americano Fox Sports.

O armênio vem de quatro vitórias seguidas, sendo as últimas três por nocaute. Além de Uriah Hall, três brasileiros foram vítimas de Mousasi: Vitor Belfort, Thiago Marreta e Thales Leites – os dois primeiros também foram nocauteados. Sua última derrota foi justamente para o jamaicano, que o venceu em setembro de 2015.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário