Na cola de McGregor, Nate Diaz irá tirar licença de boxe

Peso leve quer seguir os passos do seu rival, que é licenciado para lutar boxe profissional na Califórnia

N. Diaz (foto) vem de derrota para McGregor. Foto: Josh Hedges/UFC

N. Diaz (foto) vem de derrota na revanche com McGregor. Foto: Josh Hedges/UFC

Veja Também

Chiesa acredita que McGregor perderá o cinturão dos leves em  2017. (Foto: Getty Images)
Peso leve acredita que McGregor perderá o cinturão até o fim de 2017
Cigano não luta mais no UFC Halifax (Foto: Getty Images)
Sem adversário, Júnior Cigano não lutará mais no UFC Halifax
Garbrandt (foto) quer enfrentar Aldo nos penas (Foto: Getty Images)
Garbrandt explica desafio a José Aldo: ‘Venceu meus amigos’

Nate Diaz parece estar pensando em outras alternativas para sua próxima luta. E isso incluiria algo fora do MMA. Segundo informações do site norte-americano da ESPN, o peso leve está em processo de tirar uma licença para lutar boxe em Nevada, estado cuja maior cidade é Las Vegas. Assim como já fez seu rival Conor McGregor, licenciado para lutar boxe profissionalmente na Califórnia e negociando um combate contra o ex-lutador Floyd Mayweather. McGregor e Diaz protagonizaram dois eventos do UFC no ano passado, com uma vitória para cada.

Diaz pagou uma multa de US$ 50 mil para a Comissão Atlética de Nevada e já começou os trâmites para conseguir a licença. A organização revelou à ESPN que Nate e seu irmão Nick Diaz têm as portas abertas para voltar a lutar em Las Vegas.

“Nate pagou a sua multa e abriu o processo para ser licenciado no boxe. Assim que ele nos mandar os requerimentos preenchidos, esperamos aprová-lo. Ele e seu irmão estão convidados a lutar em Nevada, seja pelo UFC ou para um promotor de boxe”, disse Bob Bennett, diretor da instituição.

Nate e Nick Diaz são conhecidos pelo estilo agressivo e qualidade no boxe e no jiu-jitsu. Ambos treinam com Andre Ward, campeão olímpico de boxe e atual dono de cinturões mundiais no meio-pesado e no super médio. Ward é tido como o segundo melhor lutador peso por peso do esporte, atrás apenas de Román ‘Chocolatito’ González.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário