Comissão volta atrás e libera lutadora com silicone para o UFC 210

Antes de pesagem cerimonial, comissários revisaram o caso de Pearl Gonzalez e permitiram que a norte-americana lutasse

P. Gonzalez (foto) enfrenta Cynthia Calvillo neste sábado (8) (Foto: Josh Hedges/UFC)

P. Gonzalez (foto) enfrenta C. Calvillo neste sábado (8) (Foto: Josh Hedges/UFC)

A Comissão Atlética de Nova York resolveu reverter o cancelamento da luta entre Pearl Gonzalez e Cynthia Calvillo, marcada para o UFC 210 deste sábado (8). Gonzalez havia sido vetada pelos comissários por ter implante de silicones nos seios, que seriam ilegais de acordo com o manual médico da organização. Após uma análise mais profunda do caso, porém, os comissários resolveram liberá-la. Portanto, o duelo entre as pesos palhas, previsto para ser a antepenúltima luta do evento, irá acontecer.

Veja Também

D. Cormier (esq) encara A. Johnson (dir) antes da revanche (Foto: Josh Hedges/UFC)
Pesagem do UFC 210 tem vaias ao campeão e brasileiros tensos
D. Cormier (foto) se envolveu em situação polêmica na pesagem oficial Foto: Josh Hedges/UFC
Cormier ‘perde’ meio quilo em dois minutos e bate o peso no UFC 210
Cormier ameaçou arquirrival (Foto: Harry How/UFC)
Cormier e brasileiros são azarões nas casas de apostas para o UFC 210

A polêmica se deu logo após a pesagem oficial, que agora acontece na manhã das vésperas dos eventos. Após Calvillo e Gonzalez baterem o limite de 52 kg. da categoria dos palhas, a Comissão informou a jornalistas presentes à pesagem que o duelo não iria mais acontecer. O UFC não fez nenhuma declaração oficial, preferindo trabalhar nos bastidores para manter a luta de pé. O presidente da organização, Dana White, criticou jornalistas em suas redes sociais.

Pearl Gonzalez fará sua estreia no Ultimate. Ela tem seis vitórias e uma derrota – um de seus triunfos foi sobre Cortney Casey, atual lutadora do UFC e que deu trabalho para a top brasileira Claudinha Gadelha no UFC São Paulo de novembro do ano passado. Já Cynthia Calvillo tem uma luta e uma vitória no UFC, tendo finalizado Amanda Cooper no UFC 209 de março deste ano. A norte-americana tem um cartel profissional invicto, com quatro triunfos e treina junto com o campeão dos galos, Cody Garbrandt, na famosa academia Team Alpha Male.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário