Ex-UFC, MacDonald estreia no Bellator de olho em brasileiro

Ex-desafiante ao título meio-médio do Ultimate fala sobre recomeço na nova organização e possível luta com campeão Douglas Lima

MacDonald estreia no Bellator em Londres Foto: Josh Hedges/UFC

MacDonald estreia no Bellator em Londres Foto: Josh Hedges/UFC

Rory MacDonald ficou perto de ser campeão do Ultimate no UFC 189, quando chegou ao quinto round contra Robbie Lawler, mas acabou nocauteado. Após novo revés, o canadense resolveu assinar com o Bellator e fará sua estreia em 19 de maio, contra Paul Daley, outro ex-UFC, no Bellator 189, em Londres.

Veja Também

Woodley acredita que Demian não precisava lutar com Masvidal (Foto: Brandom Magnus/UFC
Woodley chama Demian de ‘estúpido’ por aceitar luta contra Masvidal
N. Diaz (dir) fez acusações contra D. White (esq) e McGregor Foto: Josh Hedges/UFC
Nate Diaz se irrita com UFC e dispara contra McGregor: ‘É uma p…’
Cigano irá enfrentar o campeão Miocic no UFC 211. (Foto: Jeff Bottari/UFC)
Cigano quer reconquistar o cinturão para ser o ‘mais malvado do mundo’

Porém, MacDonald já está de olho em outra luta. Campeão meio-médio da organização presidida por Scott Coker, o brasileiro Douglas Lima é o alvo principal do canadense, que pretende desafiá-lo após passar por Daley. Ao comentar sua estratégia contra o inglês, Rory já mirou o brasileiro.

“Espero testar seu wrestling e jiu-jítsu, mas não acho ruim se a luta acontecer na trocação. Vou receber a minha chance de disputar o cinturão de Douglas Lima depois de nocautear Daley”, comentou, ao site norte-americano BJPenn.com.

Pelo UFC, Rory teve passagem marcante, conquistando nove vitórias contra quatro derrotas. Ele já venceu nomes como BJ Penn, Nate Diaz, Demian Maia e o atual campeão do UFC Tyron Woodley. Já Lima está em sua segunda jornada como campeão. Ele conquistou o título do Bellator pela primeira vez em 2014, contra Rick Hawn, mas logo perdeu o cinturão, diante de Andrey Koreshkov. Após superar Paul Daley, teve outra chance contra o ex-algoz e o nocauteou no fim do ano passado.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário