Mayweather surpreende e diz que McGregor é favorito em superluta

Norte-americano argumenta que juventude, tamanho e envergadura do irlandês podem fazer a diferença

Superluta acontece no dia 26 de agosto (Foto: Divulgação)

Superluta acontece no dia 26 de agosto (Foto: Divulgação)

O norte-americano Floyd Mayweather volta aos ringues neste dia 26 de agosto após quase dois anos aposentado. Ele enfrentará Conor McGregor, campeão do UFC, em superluta e surpreendeu ao apontar um favoritismo para o irlandês no duelo. Em entrevista à emissora ESPN, o ex-campeão de boxe revelou que a juventude de “Notorious” o preocupa, além da diferença de tamanho e envergadura entre ele e o adversário.

Veja Também

Berto acredita que Conor pode bater Floyd (Foto: Reprodução/Facebook AndreBerto)
Última vítima de Floyd enaltece chances de McGregor: ‘É uma estrela’
St. Pierre retorna nesta semana (Foto: Reprodução/Facebook/Georges St. Pierre)
St. Pierre assina contrato e confirma luta contra Bisping no UFC 217
Warlley quer voltar ao caminho das vitórias (Foto: Reprodução/Facebook WarlleyAlves)
Após derrotas, Warlley admite: ‘Me achei algo que eu estava longe de ser’

“Ele é muito mais jovem. Quando você olha para mim e para o Conor McGregor no papel, ele é mais alto, tem mais envergadura e ele é maior em todos os sentidos. Ele é muito mais jovem e a juventude está do lado dele. Eu não luto faz dois anos e tenho 40 anos. Então, se você olha no papel, ele é o favorito. Eu não dou o mesmo lutador que eu era dois anos atrás. Não sou o mesmo que eu era cinco anos atrás”, admitiu Mayweather.

Porém, o boxeador prometeu que tem trabalhado duro para vencer McGregor e compensar seus fãs por suas últimas atuações, principalmente diante de Andre Berto e Manny Pacquiao, quando foi duramente criticado pelo estilo conservador e por ter sofrido alguns duros golpes.

“Eu perdi um passo. Um lutador como o Andre Berto não deveria sequer chegar tão longe contra mim. Mas, se lembre, eu já tinha 38 anos. Esse luta não pode ser defensiva. Tenho que ir para cima dele. Eu devo isso ao público por causa da luta com o Pacquiao”, declarou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário