Dana White minimiza ofensas de Covington ao Brasil

Presidente do UFC pediu para que fãs brasileiros não ficassem ofendidos com xingamentos e provocações do meio-médio

Dana falou sobre confusões de C. Covingtom (Foto: Reprodução/Youtube UFC)

Dana falou sobre confusões de C. Covingtom (Foto: Reprodução/Youtube UFC)

Mais de uma semana depois do polêmico UFC São Paulo, a atuação de Colby Covington nos microfones, mais que sua vitória sobre Demian Maia, seguem dando o que falar. O norte-americano xingou e provocou brasileiros durante toda a semana que antecedeu o evento e, após ser quase agredido por fãs brasileiros no Ginásio do Ibirapuera, voltou a reclamar do povo brasileiro. Após o vice-presidente David Shaw ter dito que a organização iria rever o comportamento do meio-médio, Dana White minimizou o ocorrido.

Veja Também

Covington provocou campeão (Foto: Reprodução/Instagram UFCBrasil)
Covington desdenha de brasileiros de sua equipe: ‘Não são meus amigos’
C. Garbrandt perdeu o cinturão no sábado (4) (Foto: Reprodução Facebook UFC)
Garbrandt admite derrota, mas diz: ‘Sou melhor que Dillashaw’
GSP é campeão de novo (Foto: Reprodução Twitter ufc_europe)
St. Pierre diz que UFC 217 foi a ‘melhor noite’ de sua carreira

Em entrevista a jornalistas após o UFC 217, o presidente do Ultimate pediu para que os fãs brasileiros não levassem a sério os xingamentos de Covington, que chamou o Brasil de “buraco” e os torcedores de “porcos imundos”.

“Eu nem sabia que nós falamos isso (que levaríamos o caso a sério). Ouça, no fim das contas estamos no negócio das lutas e as pessoas dizem muitas coisas desprezíveis. Acho que o povo brasileiro é forte o bastante para lidar com um cara falando esse tipo de coisa (…) Claro que nós não gostamos disso, e nós deixamos isso claro, falamos com esses caras sobre esse tipo de coisa, mas lutadores acabam ficando muito emotivos, sabe? Acontece…Não acho que o povo brasileiro deva levar isso para o lado pessoal”, disse White, em declarações reproduzidas pelo site do canal Combate.

Com a vitória sobre Demian Maia, Covington chegou à terceira posição do ranking meio-médio do UFC. Após o triunfo no UFC São Paulo, o norte-americano desafiou Tyron Woodley, que fez pouco do seu rival. Mas “Chaos” atraiu a ira de outros atletas brasileiros, como Warlley Alves, que já o venceu, além de Erick Silva.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário