Federação Internacional de MMA é criada com apoio do UFC

Diretor do UFC Marshall Zelaznik com o presidente da FIMMA August Wallén

Durante coletiva de imprensa do UFC On FUEL TV 2, realizada nesta quinta-feira, foi divulgada a criação da Federação Internacional de MMA. A entidade tem base na Suécia, país que recebe pela primeira vez um evento do UFC neste fim de semana.

Representando o UFC na coletiva do UFC On FUEL TV 2, o diretor de desenvolvimento internacional da organização Marshall Zelaznik declarou que o UFC apoia a nova entidade, informação referendada por um comunicado oficial de imprensa que continha inclusive uma declaração de Lorenzo Fertitta, um dos donos do UFC.

“A fim de manter o crescimento bem sucedido do nosso esporte, é importante investir em recursos que irão desenvolver e cultivá-lo no nível amador. Tendo uma organização que vai supervisionar e ajudar a construir o esporte em nível global, não só estabelecerá normas de segurança avançadas e cada vez melhores, mas também irá criar um modelo unificado mundial para ajudar a introduzir o esporte em novos mercados. É nossa esperança que a Federação Internacional também nos deixe um passo mais perto de testemunhar a inclusão do MMA no programa olímpico.”

A FIMMA é presidida por August Wallén, ex-lutador de MMA e ex-presidente da Federação Sueca de MMA, e foi fundada no dia 29 de fevereiro de 2012, em Estocolmo, Suécia. A federação de MMA deste país foi a primeira a solicitar filiação na FIMMA.

“Este é um dia de muito orgulho para nós”, disse Wallén. “A FIMMA tem compromisso de estar à frente do desenvolvimento do MMA como um esporte mundial, desde as origens recreacionais até o nível de elite, apoiando o desenvolvimento de regras e melhores práticas relacionadas a saúde, segurança, envolvimento de jovens e muito mais.”

Como uma organização não-governamental autônoma, a FIMMA se baseará apenas em doações e inicialmente não vai cobrar taxas das federações associadas.

Foto: site oficial da FIMMA

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário