Cris Cyborg aceita desafio de Felicia Spencer e sugere luta para julho, no Canadá

Canadense afirmou, após o UFC Rochester, que seria uma honra enfrentar a brasileira pelo Ultimate; as duas são ex-campeãs do Invicta FC

C. Cyborg (foto) aceita desafio de F. Spencer e sugere luta para julho. Foto: Reprodução/Facebook Ufc

A brasileira Cris Cyborg aceitou o desafio feito por Felicia Spencer sugerindo um embate entre as duas. A canadense revelou em entrevista após a vitória no UFC Rochester, no último sábado (18), o desejo de encarar a ex-campeã do Invicta FC e do Ultimate.  Cyborg não luta desde que perdeu o cinturão das penas (até 65,7kg.) para a compatriota Amanda Nunes, no UFC 232.

Veja Também

Após estreia dos sonhos no UFC, Michel Pereira afirma: ‘Não consegui mostrar metade do que sei’
Conheça três lutadores que se lesionaram em suas trajetórias pelo octógono
Nocaute espetacular garante bônus de ‘Performance da Noite’ para Michel Pereira

“27 de julho, em Edmonton, no Canadá. Eu tive apenas uma luta pelo UFC em 15 meses. Desafio aceito”, publicou Cyborg em sua conta oficial no Twitter.

O evento mencionado pro Cris terá como luta principal a disputa do cinturão dos penas entre Max Holloway e Frankie Edgar, representando o UFC 240.

Felicia Spencer tem ganhado grande notoriedade como artista marcial desde que estreou sua carreira, em 2015. A atleta nunca foi derrotada em uma luta profissional. Em seu último combate, realizou sua estreia no Ultimate para enfrentar outra ex-campeã do Invicta FC: Megan Anderson.

A canadense não tomou conhecimento da adversária e conquistou uma bela vitória após pouco menos de quatro minutos de combate, quando encaixou uma finalização na oponente.

Ao desafiar Cyborg, a atleta, caso o combate seja confirmado, enfrentará uma atleta de outro nível. Mesmo sendo derrotada para Amanda em seu último compromisso, a brasileira ainda é muito respeitada no MMA. Antes do combate contra a compatriota, Cris não sofria um revés há quase 14 anos.

A vitória, no entanto, além de uma obsessão, é uma obrigação para a brasileira, caso ainda deseje uma revanche contra a ‘Leoa’. Nunes já revelou que pretende realizar apenas mais duas apresentações pelo Ultimate; uma delas seria a revanche contra Cyborg. No entanto, é essencial que a curitibana esteja ranqueada para tal.

Aos 28 anos, Felicia possui um cartel de sete lutas e segue invicta em sua carreira com atleta de MMA.

Cris, por sua vez, aos 33 anos, soma 23 combates com 20 triunfos, duas derrotas e uma luta sem resultado (Cyborg testou positivo em um exame antidoping após o embate contra  Hiroko Yamanaka, em 2011).

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário