Aljamain Sterling afirma que derrotaria Henry Cejudo: ‘Tenho talento para derrotá-lo’

Possível desafiante ao título dos galos, norte-americano elogia campeão, mas diz que sabe caminho para vitória

O peso galo (até 61,2kg.) Aljamain Sterling já sonha com a disputa pelo cinturão da categoria. Após derrotar o brasileiro Pedro Munhoz no último sábado (8), pelo UFC 238, o atleta reafirmou o desejo de encarar Henry Cejudo pelo título e relatou possuir as armas para sair vencedor. As informações foram concedidas em entrevista recente ao programa ‘The MMA Hour’. Atualmente, o lutador é o terceiro no ranking dos galos.

Veja Também

Cris Cyborg volta a se desentender com Dana White: ‘Quer manchar minha imagem’
Henry Cejudo mira terceiro cinturão, caso Frankie Edgar derrote Max Holloway no UFC 240
IMAGENS FORTES! Cerrone fica com olho desfigurado após luta no UFC 238

“Eu acho que possuo todo o talento do mundo para enfrentar Henry. Ele é um cara duro. Eu acho que ele é o melhor peso por peso da atualidade. Ninguém fez o que ele foi capaz de fazer. Então, o que dirão se eu o vencer? O que isso me torna? Me torna o rei dos peso por peso. Então, é isso que eu quero”, afirmou Aljamain.

O presidente do UFC, Dana White, já havia sinalizado durante a última semana que o novo campeão dos galos seria desafiado pelo vencedor do embate entre Sterling e Pedro Munhoz. Após derrotar o brasileiro, o norte-americano, então, conquistou o direito de dividir o octógono com Henry Cejudo, que derrotou Marlon Moraes por nocaute no último final de semana, conquistando o título da divisão.

Em sua primeira entrevista como novo campeão, no entanto, Cejudo revelou outros planos para seu futuro. Ainda no octógono, o atleta desafiou os ex-campeões Dominick Cruz e Cody Garbrandt para um combate. A decisão, porém, não cabe 100% ao campeão olímpico. Em outra entrevista, Henry confessou o desejo de enfrentar Frankie Edgar, pelo título dos penas, caso o norte-americano derrote Max Holloway na luta principal do UFC 240, em julho.

“Ele quer ser matador de lendas”, ironizou Aljamain. “Eu sei o que ele quer fazer. Ele quer enfrentar caras que não vencem desde sabe-se lá quando”, contou o norte-americano.

Sterling, entretanto, parece estar focado na ideia de encarar Cejudo a qualquer custo. Questionado sobre o que ele apresentaria de diferente em relação aos ex-adversários de Heny, o norte-americano não titubeou.

“Eu posso boxear, posso chutar, sei wrestling, Jiu-jitsu. Onde ele me vence? Eu gosto de minhas chances. Tenho um estilo muito diferente. Mesmo quando dou aulas de MMA, é difícil ensinar meu estilo aos meus alunos.”, afirmou o atleta.

Após derrotar Munhoz, Sterling somou sua quatro vitória seguida na organização. Os atletas deverão ficar um tempo afastados até assinarem o contrato para seus novos compromissos. Aos 29 anos, o lutador soma 17 duelos em seu cartel, com 14 vitórias e três reveses.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário