Overeem divulga carta e culpa anti-inflatório por doping

Oveerem culpa anti-inflamatório por doping e se diz inocente. Foto: Josh Hedges

Alistair Overeem divulgou, nesta segunda-feira, uma carta justificando o alto nível de testosterona em seu exame antidoping. O atleta holandês, que foi flagrado no início deste mês em um exame surpresa antes do UFC 146, será julgado nesta terça-feira pela Comissão Atlética de Nevada, entidade responsável pelo exame.

LEIAMir substitui Overeem e luta contra Cigano no UFC 146

Na carta, que você confere na integra abaixo, Alistair diz que é contra o doping e irá provar a todos que não tentou se beneficiar com uso de substâncias proibidas. O holandês ainda afirmou que o alto nível de testosterona em seu exame foi causado por um anti-inflatório, que o atleta usava para tratar de uma lesão na costela.

“Eu absolutamente não acredito e nem uso substâncias dopantes. Eu sou um lutador limpo e farei o que for preciso para provar isso a todos”, afirmou Overeem.

VEJACigano elogia Mir: “Ele é o mais qualificado para substituir Overeem”

Mas mesmo que seja absolvido, Overeem já está fora da luta contra Júnior Cigano dia 26 de maio, em Las Vegas, tendo em vista que o Ultimate convocou o norte-americano Frank Mir para disputa do cinturão de pesos pesados.

Confira abaixo a carta de Alistair Overeem:

“Para meus amigos e fãs,

Estou profundamente triste em anunciar que, na sexta-feira, 20 de abril, eu respeitosamente me retirei do evento de 26 de maio para que eu possa solicitar um adiamento até que a minha situação com a Comissão Atlética do Estado de Nevada esteja resolvida.

Não posso expressar o quanto peço desculpas à Comissão, a Junior dos Santos, aos fãs, aos proprietários e funcionários do UFC, a meus amigos e familiares e a qualquer outra pessoa que tenha sido afetada.

Eu absolutamente não acredito e nem uso substâncias dopantes. Eu sou um lutador limpo e farei o que for preciso para provar isso a todos.

Antes da entrevista coletiva do UFC 146, em março, eu agravei uma lesão antiga na costela do meu lado esquerdo. Meu médico receitou, e eu aceitei, um medicamento anti-inflamatório que foi misturado à testosterona. Eu estava completamente inconsciente de que a testosterona era um dos ingredientes do medicamento. Embora eu não soubesse, eu percebo que é o meu trabalho saber o que estou colocando em meu corpo.

Eu respeito os membros da Comissão de Nevada, o diretor executivo Keith Kizer e o que eles estão fazendo para manter o esporte das artes marciais mistas regulado e seguro para os atletas. Estou ansioso para trabalhar com eles nos próximos dias e semanas.

Amigos e fãs, peço a paciência enquanto eu trabalhar com este assunto. Por favor, me apoiem. Prometo voltar ao octógono em breve”.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário