Nick Diaz processa Comissão Atlética e se diz preparado para lutar “imediatamente”

O caso de doping envolvendo Nick Diaz ainda gera polêmica! O lutador, que chegou a anunciar aposentadoria após ser suspenso pela Comissão Atlética do Estado de Nevada (NSAC, na sigla em inglês) por ter sido flagrado no exame antidoping do UFC 143, voltou atrás e agora tenta reverter a situação.

Diaz entrou com uma ação contra a NSAC alegando supostas violações a lei e de seus direitos constitucionais, conforme noticiado pelo site MMA Fighting.

Através de seu advogado Ross C. Goodman, Nick solicita medida cautelar para que o tribunal imediatamente cancele sua suspensão e defina que a NSAC não siga com processos disciplinares adicionais relativos ao caso. O processo ainda pede ao tribunal que convoque imediatamente uma audiência para determinar os méritos da acusação disciplinar feita contra ele.

Caso obtenha êxito no processo, Diaz se diz preparado para enfrentar Carlos Condit “imediatamente”. “No dia 7 de fevereiro de 2012, o presidente do UFC declarou publicamente que o Sr. Condit concordou em me conceder uma revanche imediata”, disse o lutador. “É meu entendimento que o vencedor desta revanche será contemplado com a chance de enfrentar Georges St-Pierre, o atual campeão dos meio-médios. Se a suspensão sumária for cancelada, estou preparado para enfrentar o Sr. Condit ou qualquer outro adversário imediatamente”, completou.

O processo de Diaz não visa que o tribunal faça uma revisão dos méritos da suspensão por ele ter sido flagrado com metabólitos de maconha no antidoping do confronto contra Condit no UFC 143. O lutador considera que a NSAC já deveria ter convocado uma audiência para definição da pena, visto que ele está em “suspensão temporária” sem prazo determinado, o que seria inclusive inconstitucional. Conforme o processo, a NSAC tinha até 45 dias para definir nova audiência. Dois meses depois, nada foi marcado. Esta foi a primeira vez que um lutador de MMA processa a NSAC.

Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments