Ainda campeã das moscas, Valentina acredita em terceira luta contra Amanda: ‘Está além de ela querer’

Lutadora crê que os caminhos entre ela e a dona do título das galos se cruzam em algum momento no futuro

V. Shevchenko em coletiva após o UFC Montevidéu. Foto: Reprodução/YouTube UFC

Após um duelo fraco na luta principal do UFC Montevidéu, neste sábado (10), contra Liz Carmouche, Valentina Shevchenko, que se manteve como campeã das moscas (até 56,7kg.), relatou que tem em mente um duelo contra a brasileira Amanda Nunes, dona do cinturão das galos (até 61,2kg.) e para quem a quirguistanesa perdeu em duas ocasiões. A declaração foi feita em entrevista coletiva após o card no uruguaio.

Veja Também

Depois de vencer Perry, Vicente Luque pede luta contra Stephen Thompson
Batalha sangrenta entre Vicente Luque e Mike Perry rende prêmio de ‘Luta da Noite’ a atletas
Vídeo: Lutador fica com nariz deformado após joelhada de brasileiro no UFC Montevidéu

“Esse assunto entre Amanda e eu já saiu muito mais do que ela quer e do que eu quero. Isso vai ser adiado, mas vai ser adiado até não seu quando. Mas, sim, vamos ter uma terceira luta e, quando ela aceitar, eu vou estar preparada”, disse a campeã.

As combatentes se dividiram o campo de luta pela primeira vez em março de 2016, pelo UFC 196. Na ocasião, Nunes foi declarada vencedora na decisão unânime dos juízes após três rounds.

O último encontro entre as mulheres já apresentava um contexto completamente diferente. Mais experientes, o duelo marcou a disputa de cinturão entre ambas. Amanda, já como campeã, faria a segunda defesa do seu título, desde que bateu a Miesha Tate e se tornou a número um absoluta das galos. Na luta entre a ‘Leoa’ e Shevchenko, ocorrida em 2017, teve um resultado polêmico. A brasileira foi declarada vencedora na decisão dividida dos juízes, o que levou a muitos críticos a dizerem que Valentina venceu a baiana.

Shevchenko defende que deveria ter sido declarada vencedora do combate, que, de fato, foi bastante equilibrado. Amanda, por sua vez, já garantiu em entrevistas que reviu o duelo e mantém a opinião de que ela conquistou a vitória sobre a adversária.

A dúvida sobre o resultado do último duelo pode ser um fator motivacional para que a diretoria do Ultimate movimente um terceiro embate entre as atletas. Há de se pensar em qual das divisões seria disputada, uma vez que, atualmente, Valentina atua pelas moscas.

Outro fator que pode instigar Amanda a encarar novamente a quirguistanesa é a proposta da possibilidade de conquistar um terceiro cinturão em três categorias diferentes, algo ainda inédito dentro do UFC.

O último compromisso de Nunes aconteceu no início de julho, quando a pojucana defendeu novamente seu cinturão contra a ex-campeã das galos, Holly Holm. A expectativa do próximo duelo da baiana era a revanche contra a compatriota Cris Cyborg, no entanto, após divergências entre a curitibana com o mandatário do UFC, Dana White, Cris, que estava sem contrato, não teve seu compromisso renovado.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário