Próximo de enfrentar Aldo, Marlon mantém respeito ao compatriota: ‘Um dos melhores’

Brasileiro mostra expectativa para encarar ex-campeão dos penas no UFC 245, neste sábado

M. Moraes (foto) mostra ansiedade para enfrentar J. Aldo no UFC 245. Foto: Reprodução/Facebook ufcbrasil

O brasileiro Marlon Moraes está próximo de fazer parte de uma importante marca na carreira de José Aldo. Escalado para dar as ‘boas-vindas’ ao manauara em sua migração para a divisão dos galos (até 61,2kg.), neste sábado (14), pelo UFC 245, o friburguense adota postura respeitosa ao falar do ex-campeão dos penas (até 65,7kg.). Em entrevista ao ‘Combate’, Marlon falou sobre a expectativa para a luta deste final de semana.

Saiba mais

Overeem passa por cirurgia após ferimento chocante: ‘Lábio não muito sexy’
Ex-campeão dos galos, Renan Barão é demitido pelo UFC após cinco derrotas consecutivas
IMAGEM FORTE: Overeem fica com lábio rasgado após nocaute de Jairzinho Rozenstruik

“Sei que muita gente nesta categoria (galos) não queria a luta (contra Aldo). Fui um dos únicos que levantou a mão e falei que pegava a luta. Se ele quer descer e ser o campeão, faz total sentido lutar contra um dos desafiantes”, declarou Marlon.

O embate entre Moraes e Aldo representa uma ótima oportunidade para os dois atletas. Enquanto o ‘Campeão do Povo’ realiza seu debute na nova divisão, o compatriota busca retomar o caminho das vitórias para tentar uma nova disputa de cinturão, já que foi derrotado em sua última tentativa, em junho, na luta principal do UFC 238.

Ao longo da preparação para o aguardado confronto, Aldo tem declarado publicamente que tem se sentido bem com o corte de peso e que se considera um dos competidores mais fortes da nova categoria. Ciente que não terá tarefa fácil neste sábado, Marlon trata o compromisso como um dos mais importantes da sua carreira até o momento.

“Não se pode fugir de uma oportunidade de lutar contra um cara assim. Já lutei contra o (Henry) Cejudo pelo cinturão e não saí vencedor. Quero me desafiar, ter novos ares, novos desafios, e lutar contra um dos melhores de todos os tempos é um atrativo. Em qualquer categoria que lutar ele (Aldo) será um grande nome. Quero estar do outro lado e dar ao público um show. Com certeza será uma grande luta”, disse Moraes.

Uma vitória de qualquer um dos atletas pode colocá-los como favoritos para encarar Cejudo, que não luta desde a vitória sobre Marlon, em junho. O norte-americano ainda não tem luta agendada, já que se recupera de uma cirurgia no ombro sofrida em decorrência da peleja contra o friburguense pelo título vago da categoria.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário