Conor McGregor diz que Khabib está ‘tremendo’ com possibilidade de revanche

Escalado para abrir a temporada 2020 do UFC contra Donald Cerrone, irlandês não perdeu a oportunidade de colocar sua mira para seu grande rival

C. Mcgregor (esq) e K. Nurmagomedov (dir). Foto:Reprodução/Twitter UFC

Conor McGregor não vence uma luta de MMA desde 2016, mas ele não perdeu o hábito de provocar seus rivais. O russo Khabib Nurmagomedov, seu último algoz, nunca perdeu na carreira e tem 28 vitórias consecutivas. Entretanto, o irlandês garante que o campeão dos leves (até 70.3 kg.) está ‘tremendo’ por uma possível revanche contra ele.

Saiba mais

Gilbert Durinho desafia Demian Maia e Ultimate planeja confronto para o UFC Brasília
Esquiva Falcão disputa título mundial silver em fevereiro
Em risco, Antonio Cara de Sapato tem novo adversário no UFC Brasília

Escalado para abrir a temporada 2020 do Ultimate no próximo dia 18, contra Donald Cerrone, na luta principal do UFC 246, McGregor foi questionado se uma possível vitória o daria a chance de reencontrar Khabib. Porém, o irlandês afirmou que o russo não parece estar interessado na disputa.

“Estou simplesmente me divertindo com tudo isso. Ele está tremendo. Esse cara está tremendo, ele não quer isso (a revanche). Está tentando não perder. Eu sinto o cheiro da m***, ele está com medo”, disparou McGregor, em entrevista ao canal do Youtube The Mac Life.

O primeiro encontro

No primeiro embate entre eles, no UFC 229, Khabib finalizou Conor no quarto assalto com um mata-leão. Durante os mais de 18 minutos de combate, o irlandês até conseguiu vencer o terceiro round. Mas foi derrubado nas primeiras parciais e finalizado no quarto assalto. Porém, sem dar desculpas, McGregor alegou que fez um período de treinamentos ruim para encarar Nurmagomedov.

“Meu último camp foi horrível. Não tenho ninguém para culpar além de mim mesmo. Assumi a culpa e corrigi os erros. Felizmente, tenho uma equipe muito forte atrás de mim, que está me incentivando e me guiando da maneira certa. Isso é o principal. Estou me ouvindo mais, fazendo o trabalho que preciso fazer. Entrar no octógono sempre está na minha mente. Sei que tenho muitos negócios, mas lutar é o meu ganha pão e é nisso que estou focado”, completou.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário