Perto de título do Bellator, Cyborg exalta nova fase na carreira: ‘Me sinto jovem e motivada’

Fora do Ultimate, ex-campeã do UFC enfrenta Julia Budd neste sábado e tenta conquistar mais um cinturão no MMA

C. Cyborg em apresentação ao público do Bellator. Foto: Reprodução/Instagram @criscyborg

O próximo sábado (25) será uma data muito importante para Cris Cyborg. Além de marcar sua estreia pela nova empresa, a lutadora realizará sua primeira disputa de cinturão, quando enfrenta Julia Budd no Bellator 238, pelo título das penas (até 65,7kg.). Fora do UFC após não acertar as condições para a renovação de contrato, além de problemas pessoais com Dana White, a curitibana exaltou o novo momento na carreira e, em entrevista ao ‘MMA Junkie’, falou sobre a expectativa para o futuro.

Veja Também

Diego Lima sofre lesão e não enfrenta Alex Morono no UFC 247
Campeã do Bellator, Julia Budd admite sonho em enfrentar Cyborg: ‘Tudo para mim’
Usman volta a provocar Masvidal: ‘Ele sabe quem quebra as pessoas de verdade’

“Eu me sinto jovem, motivada. Estou feliz por um novo capítulo na minha carreira. Sinto em meu coração que essa perda (de relacionamento com Dana White) foi um presente de Deus. Porque se isso não acontecesse, eu não estaria aqui agora. E agora estou muito feliz por este novo capítulo. Estou tão feliz no Bellator”, declarou Cris.

A lutadora também comentou sobre a expectativa de, logo na estreia, atuar pelo título da organização. A atleta, neste final de semana, tentará encerrar a hegemonia de Budd, que já dura mais de dois anos.

“Acho que o cinturão significa muito de mim e apenas ficarei feliz de tê-lo ao meu redor. Para mim, usar essa organização para compartilhar minha fé, tocar o coração das pessoas e fazer o que eu amo fazer. Esse cinturão é importante para tocar o coração das pessoas. Vou segurar a mão delas por um longo tempo”, finalizou.

Neste sábado, Cyborg realizará sua 25ª apresentação como profissional no MMA. A brasileira soma 21 vitórias, duas derrotas e uma luta sem resultado.

Contra a curitibana, Budd chega à marca de 15 lutas nas artes marciais mistas. A canadense, que não perde desde 2011, tem 13 triunfos e apenas dois reveses.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário