Chael Sonnen sobre a testosterona: “Uso ou morro”

Chael Sonnen explica uso de testosterona para a luta contra Anderson no UFC 148

O polêmico Chael Sonnen foi autorizado pela Comissão Atlética de Nevada, em maio, a usar testosterona para a luta contra Anderson Silva no UFC 148, evento que acontece no próximo sábado (7), em Las Vegas, nos Estados Unidos.

FOTOS: Sonnen ganha ajuda da mãe nos treinamentos para encarar Anderson

A entidade, responsável por sancionar o duelo, autorizou o norte-americano ao uso da substância de forma terapêutica. Sonnen justificou, com atestado do médico  Timothy Trainor, que sofre de uma doença chamada hipogonadismo, condição em que o organismo não produz testosterona suficiente, e desde então vem tomando, de forma controlada, duas injeções autoaplicáveis por semana para manter os níveis normais da substância.

VEJA: Escute a polêmica entrevista de Anderson antes do UFC 148 

“Eu não tenho opção. Ou eu tomo esse medicamento ou morro. Eu não estou perguntando se posso tomar. Cabe a eles (Comissão Atlética de Nevada) me deixarem tomar. É uma substância da qual muitos abusam, e eu lido com algum sentimento de vergonha por tomá-la”, disse Sonnen, em entrevista ao jornal norte-americano Los Angeles Times.

LEIAYves Lavigne será o árbitro da luta entre Anderson Silva e Chael Sonnen

“Mas um exame de sangue pode mostrar que estou limpo e que tomei a quantidade adequada. Eu estou pagando pelos testes. Fiz quatro até agora. E eles (da comissão) vão fazer um teste um dia antes da luta e na manhã seguinte também”, completou o lutador.

MAIS: Globo exibe apenas reprise da luta de Anderson e Sonnen

A luta
A aguardada revanche entre Anderson Silva e Chael Sonnen será a atração principal do UFC 148. No primeiro duelo entre eles, no UFC 117, o norte-americano dominou a luta durante 23 minutos, mas acabou finalizado com um triangulo, faltando pouco mais de um minuto para encerrar o duelo. Desde então, Sonnen não poupa criticas ao seu algoz e espera ansiosamente pela revanche contra o campeão.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário