Marlon Moraes mostra respeito a Petr Yan e espera grande batalha no UFC Cazaquistão

Brasileiro revela estar impressionado com o retrospecto recente de seu próximo rival e mira grande apresentação em 13 de junho

M, Moraes (foto) em vitória pelo UFC. Foto: Instagram @ufc

Embora não tenha recebido a aguardada nova chance de atuar pelo título dos galos (até 61,2kg.), Marlon Moraes terá um grande desafio em seu próximo compromisso pelo Ultimate. Escalado para enfrentar o perigoso Petr Yan em uma das lutas do UFC Cazaquisão, em 13 de junho, o brasileiro afirma que uma vitória pode colocá-lo novamente na linha de frente para atuar pelo cinturão da categoria. Sabendo que vai encarar um atleta de elite, o friburguense, em entrevista ao ‘MMA Junkie’, falou sobre a expectativa para o confronto.

Veja Também

Em grande fase no Ultimate, Carlos Diego Ferreira enfrenta Drew Dober no UFC Oklahoma
Ainda se recuperando de lesão, Stipe Miocic mira defesa de cinturão para o segundo semestre
Weili Zhang ultrapassa Valentina Shevchenko no ranking peso por peso feminino

“Ele (Petr Yan) está indo muito bem. Ele está finalizando suas lutas, derrotando bons adversários. Então, vamos me colocar contra ele e ver como ele se sai e como meu saio”, disse Marlon.

Ciente de suas qualidades, o brasileiro afirmou que, caso esteja em um dia bom, acredita que sairá vencedor do confronto, já que possui grandes artifícios para complicar a estratégia de qualquer oponente dentro da categoria.

“Eu preciso ser eu mesmo. Tenho que ser esperto e preciso usar todas as minhas ferramentas para chegar lá, me apresentar na melhor forma e derrotar esse cara”, finalizou.

Recentemente, Moraes esteve envolvido em uma polêmica envolvendo Henry Cejudo e José Aldo, que disputam o título da categoria em 9 de maio, pelo UFC 250. O friburguense questiona a confirmação do confronto entre o norte-americano e o compatriota, já que o ‘Campeão do Povo’ foi derrotado por Marlon em sua estreia na nova divisão. Aldo recebeu a chance de enfrentar o número um mesmo tendo um cartel negativo (0-1) no grupo.

O encontro entre Cejudo e José também foi alvo de críticas por parte de Petr. Segundo o russo, o manauara não deveria ter recebido a chance de atuar pela cinta, no entanto, o presidente da empresa, Dana White, afirmou que Aldo, pelo histórico na companhia, merece a oportunidade.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments