Batalhas de UFC 249 em tempo de Covid-19

O Covid-19 foi responsável pela parada de muitos mercados esportivos e, um deles, foi a UFC 249. Essa parada, no entanto, foi algo polêmica. Saiba porquê

As apostas esportivas são um dos passatempos de que os brasileiros mais gostam e o futebol está longe de ser a única modalidade a chamar a atenção destes apostadores. Entre as suas escolhas encontram-se também o tênis, o hóquei, o basquete, os eSports e, claro, os jogos de lutas.

De facto, os apostadores brasileiros conhecem bem o nome UFC 249, o evento produzido pelo Ultimate Fighting Championship e que mistura várias artes marciais e que traz consigo várias emoções.Sendo um dos grandes favoritos de quem gosta de colocar as suas apostas, este é também um dos eventos esportivos que por mais tempo se manteve ativo nessa fase de propagação do Covid-19.

A insistência na realização dessas batalhas, mesmo quando o país estava já sendo remetido para suas políticas de contenção, fez com que as opiniões se dividissem quanto às escolhas que estavam sendo tomadas mas não alterou o gosto pela modalidade.

Nesse momento a atividade está parada, como as demais modalidades. No seu regresso, aposte aqui no seu atleta favorito. Até lá, fique a saber mais sobre a polêmica gerada pelo UFC 249 durante essa pandemia.

UFC 249 em meio a pandemia do Covid-19. Foto: Divulgação

A parada e as críticas ao executivo

Mesmo após já ter sido recomendado o isolamento social na maioria dos países, Dana White, o executivo do UFC, insistiu que continuassem se realizando os eventos, incluindo o evento para o dia 18 de Abril.

As entidades televisivas que promovem esse evento, a ESPN e a Disney tiveram a necessidade de contactar diretamente o executivo, pedindo o canclemanto do evento por conta da pandemia do Covid-19, sendo que o presidente da UFC era totalmente contra essa ação, considerando-a desnecessária.

Com a insistência das redes televisivas, Dana White acabou por cancelar o evento que, ao longo do mês, continuou sempre em busca do local disposto a albergar o mesmo, tendo este ficado agendado para acontecer no californiano Tachi Palace Casino Resorts.
A intenção de realizar o evento nesta fase fez com que o processo se fizesse acompanhar de várias críticas nos mídia convencionais americanos e internacionais, sendo que vale a pena recordar que os Estados Unidos da América são, no momento, o terceiro país mais afetado pela pandemia do Covid-19.

As expetativas futuras do UFC 249

Não concordando com a restrição que o forçou a cancelar o evento, o executivo da UFC garantiu que os jogadores que iriam participar no mesmo seriam recompensados e que, assim que a situação torne isso possível, o esporte será o primeiro a voltar, garantindo os 43 eventos que estavam previstos para esse ano.

O executivo assegurou os lutadores de que podem estar seguros, sem preocupações financeiros, prometendo que nenhum será demitido da UFC e que todos receberão as lutas do seu contrato. Os atletas que iriam lutar no dia 18 de Abril estão também incluídos nesse leque.

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments