Ngannou afirma que revanche contra Miocic seria um duelo mais fácil do que enfrentar Cormier

Entre os principais nomes para uma futura disputa do cinturão dos pesados, franco-camaronês afirma que atualmente tem as armas para bater o atual campeão

F. Ngannou em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram @francisngannou

Em grande fase na carreira e aguardando o fim da novela sobre a próxima disputa de cinturão dos pesados (até 120,2), Francis Ngannou tem tempo para pensar sobre seus próximos desafios. Ex-desafiante ao título da categoria, em 2018, o atleta acredita que um confronto entre ele e o antigo algoz, o campeão Stipe Miocic, seria um embate mais fácil do que um eventual combate contra Daniel Cormier.

Veja Também

Usman critica McGregor por ‘silêncio’ após desafio: ‘Quem nega uma disputa de cinturão?’
Adesanya chama Borrachinha de ‘macaco dopado’ e promete calar brasileiro em disputa de cinturão
Empresário de Masvidal confirma que lutador já está se preparando para próxima luta

“Honestamente, eu estou mais confiante em uma revanche contra Stipe do que em uma luta contra Cormier. Eu acho que Cormier é um maior desafio do que Stipe. Eu dividi o octógono com Miocic (em janeiro de 2018) e ele não conseguiu me finalizar. Se fosse DC, ele teria me finalizado. Eu estava entregue. Não podia me mexer e Stipe, ainda assim, não conseguiu acabar com a luta. Acho que se eu enfrentar Miocic de novo, vou ter mais conhecimento para vencê-lo”, explicou em entrevista ao ‘BJ.Penn.com’.

Mesmo certo que um confronto contra o atual campeão poderia ser um melhor desafio, analisando sua técnica e estilo de luta, Francis não minimiza suas condições de derrotar Daniel em um possível desafio. Mesmo mostrando respeito ao ex-número um, Ngannou afirmou que visualiza um triunfo sobre o ícone do esporte.

“Eu ficaria muito feliz em lutar contra Cormier. Ele precisa da trilogia com Stipe para sua luta de aposentadoria. Por isso, não estou desafiando. No entanto, ele mesmo disse que me enfrentaria. Seria uma honra. Eu me vejo deixando o octógono com minha mão erguida”, finalizou.

Depois de passar quase um ano sem adversário, Francis retornou ao octógono no UFC 249, em 9 de maio, quando trocou forças contra o ‘gigante’ e promissor, Jairzinho Rozenstruik. Diante de adversário que estava invicto na carreira, Ngannou não tomou conhecimento e aplicou um nocaute brutal nos segundos iniciais da luta.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments