Dana White se rende à atuação de Deiveson contra Benavidez: ‘Pura violência’

Após criticar publicamente o brasileiro em fevereiro, quando o paraense falhou no corte de peso, presidente do Ultimate elogia atleta após o UFC Ilha da Luta 2

D. White em coletiva pelo UFC. Foto: Reprodução/YouTube UFC

A performance histórica de Deiveson Figueiredo contra Jospeh Benavidez neste sábado (18), em Abu Dhabi, arrancou elogios ao brasileiro por parte do presidente do Ultimate, Dana White. Em coletiva após o UFC Ilha da Luta 2, o ‘chefão’ se rendeu ao talento do paraense, que conquistou o cinturão dos moscas (até 56,7kg.) em uma atuação impecável.

Veja Também

Massacre sobre Benavidez rende a Deiveson o bônus por ‘Performance’ no UFC Ilha da Luta 2
VÍDEO: Assista à finalização Deiveson Figueiredo sobre Joseph Benavidez no UFC Ilha da Luta 2
Deiveson Figueiredo dá show, apaga Benavidez e conquista o cinturão do UFC

“Pura violência. Não há controvérsias nessa luta. Nós temos dois campeões famintos nas duas divisões (moscas e galos) agora. (…) Vejam como esse cara se saiu essa noite. Depois de tudo o que aconteceu na primeira luta, com o corte de peso, a cabeçada, não há dúvidas nessa. Ele veio e fez o que disse que ia fazer contra o número dois do ranking”, afirmou White.

Dana também falou sobre uma declaração de Deiveson durante a semana em que o brasileiro confessou o desejo de disputar o título da categoria dos galos (até 61,2kg.). Embora não tenha rejeitado a ideia, o mandatário fez ressalvas para que a proposta se consolide.

“Eu quero vê-lo defender seu cinturão algumas vezes. Se ele fizer isso, poderia ser interessante”, revelou.

Após a vitória de Deiveson, o Brasil encerrou um jejum de mais de três anos sem um cinturão entre os homens. O último atleta a ostentar o título havia sido José Aldo, que perdeu o título dos penas (até 65,7kg.) em 2017, quando enfrentou Max Holloway.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments