Cigano reconhece má fase, mas promete evolução: ‘Momento onde é muito difícil as coisas darem certo’

Vindo de três derrotas consecutivas, brasileiro, ex-campeão dos pesados, reconhece momento delicado na carreira

Cigano vive fase delicada na carreira. Foto: Reprodução / Twitter

Júnior Cigano vive o momento mais delicado de sua carreira. Ex-campeão dos pesos pesados, o brasileiro vem de três derrotas em série e deixou o top 5 no ranking da divisão de pesos após ser nocauteado por Jairzinho Rozenstruik no UFC 252. Consciente do momento complicado, o atleta tupiniquim reconhece a má fase, mas promete trabalhar para evoluir.

Veja Também

Mesmo com derrrota, Cigano recebe quase R$3 milhões de salário no UFC 252
VÍDEO: Assista o nocaute brutal de Jairzinho Rozenstruik sobre Júnior Cigano no UFC 252
Jon Jones abre mão de cinturão do UFC e cogita volta como peso pesado

“Um momento difícil. Estou passando por um momento estranho em que é muito difícil as coisas darem certo ”, disse Cigano, em entrevista ao MMA Fighting. “Temos que evoluir. Às vezes, nem conseguimos entender o que precisa ser mudado ou não. Independentemente disso, é óbvio que estamos analisando minha reação aos movimentos dele lá dentro, mas é difícil chegar a uma resposta simples, sabe? Eu realmente chamo isso de fase ruim”, completou o brasileiro, que promete aprender com os erros.

“Obviamente temos que aprender e tentar absorver o máximo que pudermos para melhorar para a luta. E talvez a gente precise trabalhar mais pra não dar vaga pro adversário, sabe? Siga o plano que tínhamos em vez de deixar a luta ir, usando mais chutes, boxe, wrestling e até o jiu-jitsu”, completou.

Apesar de reconhecer a fase ruim, Júnior Cigano fez questão de exaltar o triunfo de Jairzinho, que é seu parceiro de equipe na American Top Team, mas aceitou o duelo e o venceu por nocaute.

“É aquela coisa do peso pesado, principalmente contra o Jairzinho, que bate muito forte, um dos socos dele roçou e você sai por um momento e isso é o suficiente para tirar você do jogo. Eu estava indo muito bem e foi uma pena ter perdido”, completou.

Com o revés diante de Jairzinho, o brasileiro tem um histórico profissional de 21 vitórias e oito derrotas. Atualmente, ele está sétima colocação no ranking dos pesados.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments