Preparador de Anderson considera ‘um crime’ encarar St. Pierre nos meio-médios

O possível e badalado confronto entre Anderson Silva, campeão dos pesos médios, e Georges St. Pierre, dono do cinturão dos meio-médios do UFC, ganha a cada uma nova opinião sobre como e quando os duelo deve ser realizado. Depois de Firas Zahabi, técnico do lutador canadense, revelar que o combate entre os campeões deveria acontecer no peso de GSP, Rogério Camões, preparador físico do brasileiro, respondeu prontamente e garantiu que seria um crime o “Spider” o corte brusco de peso.

 “Seria um crime o Anderson lutar com 77 kg. Ele até conseguiria alcançar esse peso, mas a perda que ele teria física seria muito grande. Nós temos que respeitar o GSP, que além de um grande lutador é um monstro fisicamente. O canadense levaria uma considerável vantagem física caso eles se enfrentassem entre os meio-médios”, afirmou Rogerão, como é conhecido. Para ele, o cenário ideal seria um peso combinado, entre os 77 kg, limite da divisão de meio-médios, e 84 kg, máximo da categoria de médios.

LEIALyoto fará treinos para encarar Hendo nos Estados Unidos

“Para mim esta luta deveria acontecer até 80kg, que já seria sacrificante para o Anderson. Seria a primeira vez dele nesse peso no UFC, e teríamos que implementar um trabalho muito específico para ele poder atuar 100% dentro das suas possibilidades”, disse. “Anderson descendo 3kg e o St-Pierre subindo mais 3kg seria o mais justo para os dois e para o público poder ver um grande combate” completou o preparador físico.

Apesar de vários rumores e opiniões sobre o confronto, o UFC ainda não conseguiu evoluir nas negociações para o duelo.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário