Carrasco de Cigano, Ciryl Gane quer evitar luta contra Francis Ngannou e explica motivo | SUPER LUTAS

Carrasco de Cigano, Ciryl Gane quer evitar luta contra Francis Ngannou e explica motivo

Responsável pelo nocaute que pode selar a passagem do brasileiro no UFC, francês gostaria de enfrentar ‘gigante’ apenas com o cinturão em jogo

J. Cigano (esq.) pode ter se despedido do UFC na derrota para C. Gane (dir.). Foto: Reprodução/Instagram

Responsável pelo nocaute que pode ter sacramentado a passagem de Júnior Cigano pelo Ultimate, no último sábado (12), Ciryl Gane provou que está pronto para enfrentar os melhores do peso pesado (até 120,2kg.). Invicto em sua carreira no MMA, há um adversário específico que o atleta não gostaria de enfrentar no octógono, a menos que seja realmente inevitável: Francis Ngannou. Na coletiva após o UFC 256, o atleta explicou o motivo, que não é medo.

Veja Também

“Acho que, se o UFC fizer isso (uma luta contra Ngannou), por favor, façam pelo cinturão. É isso. Vocês entendem. Somos da mesma academia (MMA Factory) e temos o mesmo treinador”, afirmou Gane.

Sem lutar desde maio, Francis, hoje, é o atual número um do ranking e considerado o favorito para enfrentar Stipe Miocic pelo título do grupo. Recentemente, o franco-camaronês voltou a tornar pública sua insatisfação com a falta de lutas por cinturão na categoria.

Se aproximando do companheiro de equipe a cada rodada, Gane é considerado uma das grandes promessas do grupo. Após vencer Cigano, o francês, que chegará ao top 10, optou por não desafiar um nome para seu próximo compromisso. Adotando o discurso de ‘funcionário do UFC’, o francês optou por deixara seu futuro nas mãos da diretoria da organização.

“Vocês entendem quem eu sou. Enfrento qualquer um, qualquer hora. Só quero fazer meu trabalho. É isso”, finalizou.

No seu maior desafio com as luvas do UFC até o momento, Gane encontrou poucas dificuldades contra o ex-campeão da categoria. No confronto que abriu o card principal, o francês precisou de dois rounds para liquidar a fatura contra o brasileiro, com um nocaute.

O triunfo sobre Júnior confirmou ainda mais a má fase do catarinense, que, com o quarto revés consecutivo, corre sério risco de ser dispensado pela companhia. A informação foi divulgada pelo presidente do Ultimate, Dana White.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments