Sem desistir de Khabib, Ferguson argumenta sobre pai do russo para tentar atrair a lenda | SUPER LUTAS

Sem desistir de Khabib, Ferguson argumenta sobre pai do russo para tentar atrair a lenda

Ainda disposto a promover a ‘Luta dos Sonhos’, norte-americano segue buscando artifícios para tirar o ‘Águia’ da aposentadoria

K. Nurmagomedov (esq.) e T. Ferguson (dir.) tiveram cinco lutas canceladas no UFC. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

Com cinco cancelamentos, a luta entre Khabib Nurmagomedov e Tony Ferguson ficou no imaginário dos fãs de MMA. Para o norte-americano, no entanto, a rivalidade está longe de acabar. Mesmo com a aposentadoria da lenda russa, o ‘Bicho Papão’ segue apelando para o que pode, na intenção de promover o confronto no UFC. Em entrevista à ‘ESPN’, o ex-campeão interino dos leves (até 70,3kg.) usou o falecido pai do desafeto para tentar chamar a atenção do utópico adversário.

“Estou chegando mais perto de Khabib. Essa é a única luta que seu pai queria para ele e a única luta que eles concordaram em segurar. Ele vai assistir. Vão jogar o máximo de filmes sobre mim. Pare de ser uma vad**. Pare de correr”, disparou Tony.

Embora tenha figurado no topo dos leves por anos, a situação de Ferguson no Ultimate não é das melhores. Antigo dono do título interino do grupo, o lutador vive a situação, até então, inédita, somando duas derrotas consecutivas.

Na tentativa de se recuperar, o norte-americano tem luta marcada contra Beneil Dariush. O atleta será um dos protagonistas no confronto co-principal do UFC 262. O show em questão irá coroar o novo campeão da categoria, no desafio entre Charles do Bronx e Michael Chandler.

Considerado um dos melhores lutadores de todos os tempos, Khabib deixou o MMA em outubro de 2020. Na ocasião, o atleta acabava de unificar o título do grupo ao ‘apagar’ Justin Gaethje. Ainda no octógono, o russo, que havia perdido o pai, Abdulmanap Nurmagomedov, em julho da temporada passada, afirmou que não via sentido em seguir competindo sem a presença de seu principal mentor.

Embora tenha confirmado a aposentadoria no ano passado, o russo foi retirado dos rankings oficiais do UFC apenas em 2021. Depois de meses de negociações, o atleta se manteve firme na decisão e não acatou às investidas do ‘chefão’, Dana White, frustrando os planos da organização e deixando o trono vago.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments