Após polêmica contra Werdum, Renan Problema se recupera e vence norte-americano na PFL 6 | SUPER LUTAS

Após polêmica contra Werdum, Renan Problema se recupera e vence norte-americano na PFL 6

Brasileiro neutraliza jogo do samoano e vence na decisão dos juízes, mas não consegue se classificar aos playoffs dos pesados

R. Problema derrotou C. Seumanutafa na decisão unânime dos juízes. Foto: Reprodução/Twitter

No card preliminar da PFL 6, realizado nesta sexta-feira (25), em Atlantic City (EUA), Renan Problema enfrentou o norte-americano Carl Seumanutafa em duelo válido pela temporada dos pesados (até 120,2kg.). Após o polêmico resultado em sua primeira luta que terminou ‘sem resultado’ contra Fabrício Werdum, o lutador brasileiro se recuperou e, desta vez, saiu com a vitória na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-26).

Veja Também

Apesar de vencer, Renan Problema se despede do torneio dos pesados (até 120,2kg.). O brasileiro conseguiu quatro pontos, mas não fez o suficiente para se classificar aos playoffs. Em seu cartel, ele conta com sete vitórias, duas derrotas e uma luta sem resultado.

Já Carl Seumanutafa vive situação delicada na carreira e, agora, tem mais derrotas do que vitórias. Ao todo, são 25 lutas, com 12 triunfos e 13 reveses. Além disso, o norte-americano não vence há quatro combates.

A LUTA

Renan Problema teve as primeiras iniciativas do combate, com um chute frontal e outro baixo – sendo que o último chegou a desequilibrar Carl Seumanutafa. O brasileiro também aproveitou de uma tentativa de queda para cair por cima e, na meia-guarda, conectou duros socos na linha da cintura de seu oponente. Ele seguiu pontuando até o soar do gongo.

No segundo round, outro atropelo de Renan Problema. Disposto a manter viva a chance de se classificar aos playoffs, o brasileiro partiu para o ‘tudo ou nada’ e conectou um cruzado de resposta que fez Carl Seumanutafa cair. Por cima, ele preferiu investir no chão, montou e aplicou um katagatame, mas não conseguiu pegar.

A terceira etapa foi marcada por uma surpresa. Carl Seumanutafa atacou em queda e cravou Renan Problema no solo, logo nos segundos iniciais. O norte-americano, no entanto, não conseguia atacar e apenas manteve seu oponente ‘preso’ no chão.

Mariana Morais faz luta equilibrada e vence Kaitlin Young na decisão dividida

M. Morais atinge K. Young. Foto: Reprodução/Instagram

Primeira representante feminina brasileira na PFL 6, Mariana Morais entrou no decágono com a missão de se recuperar da derrota sofrida para Kayla Harrison em maio deste ano. E, em duelo válido pela categoria dos leves, a brasileira cumpriu com o objetivo e derrotou Kaitlin Young na decisão dividida dos juízes (30-27, 28-29, 29-28). Ela, no entanto, não conseguiu se classificar aos playoffs da divisão.

Primeiramente, Mariana conseguiu quedar com base no judô, mas logo viu Kaitlin reverter a situação e aplicar duros socos. Ela sentiu e foi salva pelo gongo. O segundo round ficou marcado pela alta intensidade de ambas as lutadoras, com destaque para uma outra queda junto à grade da brasileira.  Já no último e decidivo assalto, Morais foi superior na trocação e conectou diretos que marcaram e fizeram a diferença para o resultado final.

Aos 25 anos, Mariana Morais volta a vencer após dura derrota no primeiro round contra a atual campeã da divisão. Seu cartel, agora, tem 17 vitórias e 11 derrotas. Já Kaitlin Young vinha de triunfo sobre Cindy Dondois, que faz a luta principal da noite. Agora, ela tem 12 resultados positivos, 11 negativos e um empate.

Jamelle Jones derrota Klidson Abreu por nocaute na abertura da PFL #6

J. Jones nocauteou K. Abreu no primeiro round. Foto: Reprodução/Instagram

Se para ter uma chance de se classificar aos playoffs Jamelle Jones precisaria nocautear ou finalizar o estreante Klidson Abreu rapidamente, assim ele o fez. Na primeira luta da noite, o norte-americano derrubou o brasileiro logo nos segundos iniciais e martelou no ground and pound, de forma brutal, até a interrupção do árbitro. Ele, agora, encara Bruno Cappelozza nas semifinais do torneio.

Com o resultado, Jones soma seis pontos e se coloca entre os primeiros na tabela dos pesos pesados (até 120,2kg.). Agora, em sua carreira, o ex-Contender Series conta com um cartel de 11 triunfos e seis reveses.

Por outro lado, Klidson estreia com o ‘pé esquerdo’ na PFL. O ‘Urso Branco’, como é conhecido, emplaca sua terceira luta sem vencer – duas derrotas e um empate. Ele tem um retrospecto de 15 resultados positivos, cinco negativos e um ‘no contest’.

Resultados da PFL 6 2021:

CARD PRINCIPAL

Peso leve (até 70,3kg.): Kayla Harrison finalizou Cindy Dandois com uma chave de braço a 4m44s do R1

Peso leve (até 70,3kg.): Raush Manfio derrotou Anthony Pettis na dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso pena (até 65,7kg.): Movlid Khaybulaev derrotou Lance Palmer na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso pesado (até 120,2kg.): Denis Goltsov derrotou Brandon Sayles por nocaute técnico a 1m24s do R3

CARD PRELIMINAR

Peso pesado (até 120,2kg.): Bruno Cappelozza derrotou Muhammed DeReese por nocaute a 2m21s do R1

Peso leve (até 70,3kg.): Larissa Pacheco derrotou Olena Kolesnyk por nocaute a 4m48s do R1

Peso pesado (até 120,2kg.): Ante Delija derrotou Chandler Cole por nocaute técniao a 4m39s do R1

Peso leve (até 70,3kg.): Genah Fabian derrotou Julija Pajic por nocaute técnico a 4m16s do R2

Peso pesado (até 120,2kg.): Renan Problema derrotou Carl Seumanutafa na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-26)

Peso leve (até 70,3kg.): Taylor Guardado derrotou Laura Sanchez na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso leve (até 70,3kg.): Mariana Morais derrotou Kaitlin Young na decisão dividida dos juízes (30-27, 28-29, 29-28)

Peso pesado (até 120,2kg.): Jamelle Jones derrotou Klidson Abreu por nocaute técnico a 1m43s do R1

Escute o Podcast SUPER LUTAS #22 com a partipação do árbitro Flávio Almendra

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments