Apostando na experiência, Anderson prega respeito a Weidman: “Ganhou algumas lutas”

Spider aposta na experiência de 30 anos nas artes marciais para vencer

A. Silva aposta na experiência de 30 anos nas artes marciais para vencer Weidman no UFC 162

A. Silva aposta na experiência de 30 anos nas artes marciais para vencer Weidman no UFC 162

Na véspera de completar um ano de sua última defesa de cinturão, Anderson Silva enfrentará Chris Weidman na luta principal do UFC 162, no dia 6 de julho, em Las Vegas. O campeão dos médios é o favorito nas casas de apostas, mas isso não significa que o Spider vá menosprezar o desafiante.

“Temos que respeitar Weidman”, disse Anderson ao MMAjunkie. “Ele ganhou algumas lutas e provou que pode estar onde ele está. Ele é dez anos mais jovem que eu e vai vir com ótimo cárdio e grande força para tentar a luta agarrada, tenho certeza disso. Nós temos que respeitá-lo. Ele ganhou algumas lutas.”

Várias pessoas acreditam que Weidman, uma versão  mais atlética e versátil que Chael Sonnen, possa representar o maior perigo da carreira de Anderson no UFC. O fato de Sonnen ter vencido cinco dos sete rounds disputados contra Anderson catapultam as chances de Weidman, mais novo que o falastrão. Mas a diferença de idade não parece preocupar o brasileiro:

“Dizer que ele é um cara mais jovem não faz muito sentido. Estou sempre treinando com caras mais jovens. Eu treino com um campeão mundial de jiu-jítsu que tem 20 anos. Treino com um campeão de kickboxing que também é bem mais novo que eu. Estou sempre treinando com caras mais novos e muito atléticos, então isso realmente não faz diferença.”

Para combater a juventude do adversário, Anderson aposta na experiência. “Você não pode argumentar com talento, cada pessoa tem seus próprios talentos. Mas eu tenho feito isso desde os oito anos de idade e a nova geração precisa ver o que eu fiz e onde eu estive. Não sou alguém que começou a treinar na adolescência ou aos 20. Tenho feito isso há muito tempo, então já se tornou algo natural e é algo que eu me sinto confortável fazendo. É algo que eu sempre fiz”, disse.

“Luta é luta. Minha experiência vai contar quando eu estiver lá dentro. Tenho feito isso desde os oito anos de idade, acho que isso tem muito a ver quando você está dentro do cage“, encerrou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
heraldo vieira de farias
heraldo vieira de farias
7 anos atrás

Em praticamente um mês da luta,Silva está sentindo o peso e a obrigação de superar o melhor lutador de mma da atualidade.isto,porque Silba sempre escolheu seus oponentes e agora se vê diante do ciclone Weidman que está prestes a tornar-se o novo campeão dos médios.
Weidman não fala da luta contra Silba e sim,na revanche que dará a Silva e isto,claro aterroriza Silva e sua equipe,afinal,nenhum oponente até então,tomou para si tamanha ousadia.