Borrachinha diz que poderia ter nocauteado Vettori, mas elogia resistência do rival

Brasileiro relembra bom momento no segundo round, mas lamenta não ter conseguido triunfo na via rápida no UFC Las Vegas 41

P. Borrachinha (dir.) foi derrotado por M. Vettori (esq.) no UFC Las Vegas 41. Foto: Reprodução/Instagram

Derrotado por Marvin Vettori no UFC Las Vegas 41, Paulo Borrachinha não escondeu a decepção por não ter conseguido nocautear o rival no segundo round. Em coletiva de imprensa após o tropeço na luta principal do show, o brasileiro relembrou seu bom momento no confronto. O atleta aproveitou para elogiar a resistência do oponente.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Eu estive muito perto (de vencer), mas ele é muito resistente. Ele me surpreendeu. Ele sentiu o golpe, recuou e voltou para a luta. Não consegui encerrar a luta, porque ele se afastou, fechou bem a guarda e seguiu se movimentando. Não consegui encontrar um golpe para encerrar a luta naquele momento. Eu poderia, estava muito perto, mas ele conseguiu voltar. Ponto para ele”, afirmou.

A luta principal do UFC Las Vegas 41 ficou marcada por polêmicas nos bastidores. Representante dos médios (até 83,9kg.), Borrachinha, no início da semana, afirmou que não conseguiria chegar ao limite de peso estabelecido para o duelo. Ao fim de negociações, a disputa acabou realizada na categoria até 93kg.

PUBLICIDADE:

No grupo de cima, Paulo teve boa atuação contra o italiano. O brasileiro voltou a se apresentar de forma agressiva, no entanto, os bons momentos não foram capazes de convencer os juízes, que deram vitória ao italiano na decisão unânime.

Com o revés, o brasileiro chegou ao segundo revés consecutivo na carreira, algo inédito na trajetória do mineiro no MMA.

PUBLICIDADE:

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?