Ketlen Vieira celebra vitória e se diz grata por oportunidade de lutar contra Miesha Tate

Brasileira, que venceu na decisão dos juízes, elogia a norte-americana e diz que pediu para treinar Wrestling com a atleta no futuro

K. Vieira em entrevista coletiva pós-UFC Las Vegas 43. Foto: Reprodução/YouTube UFC

Ketlen Vieira é pura alegria. Depois de derrotar a ex-campeã dos galos (até 61,2kg.) Miesha Tate em luta dura no UFC Las Vegas 43 do último sábado, a brasileira revela que ficou emocionada pela oportunidade de medir forças contra a norte-americana e garantiu que entrou no octógono com o intuito de não desistir e se provar em seu melhor nível.

PUBLICIDADE:

Veja Também

K. Vieira em anúncio de vitória no UFC Las Vegas 43
cropped-K.-Vieira-em-anuncio-de-vitoria-no-UFC-Las-Vegas-43.jpg

“Eu consegui me manter firme diante de uma grande atleta, ex-campeã, muito experiente. Eu ainda nem lutava MMA quando ela já estava disputando títulos mundiais. Meu sentimento de emoção foi por tudo que passei na minha última luta. Então eu vim com esse sentimento de doar e dar meu melhor”, afirmou Vieira em entrevista coletiva pós-evento.

E não para por aí. Segundo Ketlen, ela enfrentou seu ‘maior desafio’ e surpreendeu ao revelar desejo de treinar Wrestling com a ‘Cupcake’ para ajustar ainda mais seu jogo na luta agarrada.

PUBLICIDADE:

“Eu não falei com ela ainda. Hoje eu fui melhor que a Miesha (Tate). Hoje foi meu dia. Mas isso não significa que eu seja uma wrestler melhor que ela. Não pode apagar a história que ela fez no esporte. Eu queria treinar com ela, porque eu senti que era uma atleta muito perigosa. Já lutei com as melhores no Wrestling – Sara Mcmann e Cat Zingano – e não senti o perigo que senti com ela hoje. Por isso que eu queria lutar com ela e adquirir conhecimento”, finalizou a brasileira.

Atleta da Nova União, Ketlen Vieira voltou ao caminho das vitórias depois de ser superada por Yana Kunitskaya em fevereiro deste ano. Sétima colocada no ranking, a amazonense, agora, se aproximou de uma possível chance pelo título e tem um cartel de 12 triunfos e dois reveses.

PUBLICIDADE:

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?