De volta às vitórias, Ketlen Vieira desabafa sobre críticos em momentos difíceis: ‘Só torcem quando ganhamos’

Brasileira abre o coração após resultado positivo contra Miesha Tate na luta principal do UFC Las Vegas 43

K. Vieira em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Twitter ufc_brasil

A vitória de Ketlen Vieira sobre Miesha Tate no UFC Las Vegas 43 permitiu à brasileira um momento de desabafo. Estrela no espetáculo deste sábado (20), a peso galo (até 61,2kg.) abriu o coração ao falar sobre críticos que se manifestam em momentos de dificuldades. A atleta, que vinha de derrota no Ultimate, falo sobre o assunto na coletiva após o evento.

PUBLICIDADE:

Veja Também

cropped-K.-Vieira-em-anuncio-de-vitoria-no-UFC-Las-Vegas-43.jpg
K. Vieira em anúncio de vitória no UFC Las Vegas 43

“As pessoas só sabem torcer quando a gente está ganhando. Falta mais empatia, mais amor, se colocar no lugar do outro. Ver que ali não está apenas uma atleta. Sou filha de alguém, irmã de alguém. Essas críticas muito duras sem saber o que eu passo no meu dia a dia. Ninguém entra no octógono para perder, ter uma performance ruim. (…) Quando você não tem uma palavra boa para dar ao seu irmão, é melhor você se calar”, disse.

Neste fim de semana, Vieira subiu ao octógono para o compromisso mais duro de sua carreira, até o momento. Diante da ex-campeã da categoria, a brasileira não teve vida fácil, mas superou dificuldades e bateu a oponente por pontos depois de cinco rounds.

PUBLICIDADE:

Com a vitória, Ketlen defendeu a sétima posição no ranking dos galos. Agora, a atleta volta a sonhar com uma disputa de cinturão, que, hoje, pertence à lendária Amanda Nunes.

Derrotada no evento, Tate perdeu a primeira desde seu retorno às artes marciais mistas. De volta após quase cinco anos de aposentadoria, a norte-americana vinha de triunfo sobre Marion Reneau.

PUBLICIDADE:

Podcast #39: Prévia de Aldo, Charles e Amanda + 14 anos de SUPER LUTAS