Dana White revela que demitiu Maiquel Falcão após acusação de agressão a mulher

Lutador, que se envolveu em briga na cidade de Itajaí (SC) após agredir uma jovem, foi dispensado pelo UFC em 2011

M. Falcão (foto) lutou apenas uma vez pelo UFC, em 2011. Foto: Josh Hedges/UFC

M. Falcão (foto) lutou apenas uma vez pelo UFC, em 2011. Foto: Josh Hedges/UFC

Recentemente, foi veiculado um vídeo chocante de uma briga envolvendo os lutadores Maiquel Falcão e Kauê Mena. Os dois levaram a pior na confusão e acabaram hospitalizados – Kauê na UTI.  O desentendimento, ocorrido em um posto de gasolina na cidade de Itajaí (SC), começou após Maiquel agredir uma mulher que teria se irritado com o assédio do atleta. Para o presidente do UFC Dana White, o episódio traz lembranças da demissão de Falcão da organização.

“Essa situação é lamentável. Tudo o que podemos fazer é esperar pela recuperação do Kauê Mena. Mas eu tenho que ser honesto e dizer que realmente me incomoda que está sendo relatado que Maiquel Falcão é um lutador do UFC. Nós o dispensamos em 2011 pela mesmo razão. Nós descobrimos que ele tinha uma acusação em seu registro por bater em uma mulher e o cortamos por causa disso”, disse o dirigente ao site MMA Junkie.

Ainda na entrevista, White foi taxativo ao classificar tal comportamento como inaceitável. “O UFC não tolera e jamais vai tolerar situações como essa. Agressão sexual, bater em uma mulher ou coisas do tipo te tiram do nosso quadro de atletas. Não importa se você é um vencedor ou um campeão. Você já era. Mantenha suas mãos longe das mulheres. Nós não queremos nada com um homem que soca uma mulher. Quando o UFC descobriu que Maiquel tinha um acusação contra ele, nós imediatamente o cortamos do elenco. O Bellator então assinou com ele poucos meses depois e ele tem lutador por eles desde então”, completou.

Maiquel Falcão, de 32 anos, possui um cartel de 31 vitórias, cinco derrotas e uma luta sem resultado. O peso médio fez apenas uma luta pelo Ultimate, em novembro de 2010. Na ocasião, Maiquel venceu Gerald Harris por decisão unânime no UFC 123. Após sua chegada ao Bellator, em 2012, o brasileiro venceu três combates e se credenciou a disputar o cinturão da organização. Porém, no confronto pelo título, acabou derrotado pelo russo Alexander Shlemenko.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments