Empresário de Francis Ngannou revela que não tem contato com o UFC desde junho

Campeão linear dos pesados só tem mais uma luta no vínculo atual com a organização e ainda não definiu futuro

F. Ngannou em coletiva pelo UFC. Foto: Reprodução/YouTube

A novela envolvendo a questão contratual de Francis Ngannou com o UFC parece longe de acabar. Prestes a enfrentar Ciryl Gane pela unificação dos cinturões pesos pesados (até 120,2 kg), o campeão linear da divisão está na reta final de seu atual vínculo com a organização e as conversas não parecem estar caminhando bem.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Durante participação no podcast “Throwing Down with Renee & Miesha”, comandado pela ex-campeã do UFC Miesha Tate e pela repórter Renee Paquette, o empresário de Francis Ngannou, Marquel Martin falou sobre a situação do campeão e revelou que não conversa com o UFC desde junho.

“Desde o início nós sempre estivemos, e permanecemos, abertos a negociar com o UFC. Mesmo do meu ponto de vista e do ponto de vista da representação dele, o UFC é a melhor promoção de MMA no jogo, no negócio. No entanto, o que muitas pessoas não querem vir e dizer é que tem que fazer sentido para o cliente. Tem que fazer sentido para Francis. No final das contas, eu trabalho para o Francis e nós passamos muito tempo conversando e tentando entender o que isso significa para o futuro dele. Já conversamos muito com o UFC também, mas, sendo sincero, não tenho notícias do UFC desde junho”, revelou Martin.

PUBLICIDADE:

Por fim, Marquel Martin deu a entender que vai lutar pela valorização de seu representado e deixou a decisão de renovar ou não o contrato do campeão nas mãos do UFC.

“Basicamente todos sabemos que o UFC tem uma posição de poder, com méritos. Quando falamos de representantes como eu, é claro que eu vou estar enviesado e eles não vão gostar de ouvir o que temos a dizer sobre o futuro de Francis e o valor dele. Então, por isso, eles decidiram não entrar mais em contato. Não sei se eles querem negociar um contrato antes do atual acabar ou não, mas está nas mãos deles”, finalizou o empresário.

PUBLICIDADE:

Podcast #45: Volkanovksi sem desafiante e brasileiros no 1º UFC do ano