‘Sensação’ dos pesados, Tom Aspinall nega interesse em título interino: ‘há quem mereça mais’

Sexto colocado no ranking e invicto no octógono, o britânico citou nomes como Miocic, Jones e Gane a sua frente na disputa

T. Aspinall (foto) brilhou no UFC Londres. Foto: Reprodução/Instagram

Maior “sensação” dos pesos pesados do UFC na atualidade, Tom Aspinall tem os pés no chão quanto ao seu lugar na divisão. Sexto colocado no ranking e invicto no octógono, o britânico descarta a possibilidade de lutar por um possível cinturão interino e vê alguns nomes a sua frente.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Em entrevista à “CBS Sports”, Tom Aspinall afirmou que nem cogita a possibilidade de lutar pelo título interino e citou nomes como Stipe Miocic e Jon Jones como verdadeiros merecedores da disputa.

“Não é algo em que eu pense muito. Não tenho interesse nisso, na verdade. Acho que existem outras pessoas que merecem mais, como Stipe Miocic ou Jon Jones. Definitivamente tem gente que merece mais do que eu. Eu acabei de entrar no top 10. Não estou buscando fazer nada do tipo. Olhem para Ciryl Gane, ele chegou perto de bater Ngannou. Gente como ele merece muito mais do que eu”, admitiu Aspinall.

PUBLICIDADE:

O alvo de Tom Aspinall no momento atende por Tai Tuivasa. Após finalizar Alexander Volkov no UFC Londres, em março, o britânico não perdeu tempo e desafiou o australiano, que ocupa a terceira posição no ranking. Ainda na entrevista, Aspinall falou sobre as chances da luta acontecer e sobre a vontade de ser o “rosto” do Reino Unido no UFC.

“Ainda não recebi nada, mas ouvi que ele estava negociando com Stipe para conseguir essa luta. Depois ouvi de algumas fontes internas que essa luta não está nem perto de ser confirmada. A bola está com ele, mas eu quero lutar no Reino Unido. Eu e Tai no Reino Unido seria inacreditável. Quero ser o cara do Reino Unido. Não quero lutar em um card onde eu seja só mais um, entende? Quer estar no Reino Unido. Quero ser esse cara”, finalizou.

PUBLICIDADE:

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano