Michael Chandler rasga elogios a Charles do Bronx, mas garante ter ‘negócios pendentes’ com o brasileiro

Norte-americano foi nocauteado pelo brasileiro na disputa de cinturão dos leves em maio de 2021

C. Do Bronx (esq.) derrotou M. Chandler (dir.) no UFC 262, pelo cinturão dos leves. Foto: Reprodução/Instagram

Responsável pelo “nocaute do ano” contra Tony Ferguson na terceira luta do card principal do UFC 274, Michael Chandler teve tempo de assistir à luta principal do evento, entre Charles do Bronx e Justin Gaethje, justamente os responsáveis pelas suas últimas derrotas no octógono.

PUBLICIDADE:

Em coletiva de imprensa após o evento, Michael Chandler analisou o duelo entre Charles e Gaethje e rasgou elogios ao brasileiro.

“Cara, todos nós deveríamos nos envergonhar por termos um dia duvidado de Charles Oliveira. Gaethje o machucou, Oliveira machucou Gaethje e quando você vai para o chão com Charles Oliveira, ele vai te finalizar, exceto por mim. Eu consegui escapar”, disse o ex-campeão do Bellator.

PUBLICIDADE:

Derrotado por Charles do Bronx em disputa de cinturão dos leves (até 70,3 kg), Michael Chandler destacou a evolução do brasileiro nos últimos anos, mas garantiu que tem “assuntos pendentes” com o ex-campeão.

“Existe algo de satisfatório em assistir ao Charles Oliveira. Ele não era confiável, tinha um cartel irregular, não dava para contar que ele teria uma sequência de boas performances. Ele era um garoto e se tornou o homem que é Charles Oliveira, o campeão que é Charles Oliveira. Eu perdi para ele, mas acho que temos assuntos pendentes. Entrei nesse esporte para ser campeão”, finalizou.

PUBLICIDADE:

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276